Uso da maconha e situação no Uruguai após a legalização

O programa Fantástico exibiu ontem (13.09.15) uma matéria bem feita sobre a legalização da maconha no Uruguai. O repórter Álvaro Prereira Júnior, o cinegrafista e os produtores produziram um material informativo e útil sobre o consumo da erva. Importante lembrar, no entanto, que a realidade socio-econômica e até psicológica da população do Uruguai é bem diferente da existente no Brasil. Destaco o alerta do pesquisador José Alexandre Crippa, da Faculdade de Medicina da USP, que estuda a maconha há 20 anos: “a maconha não é uma substância inócua. Pessoas com transtornos psiquiátricos e jovens até o período de maturação cerebral (até 24 e 25 anos de idade) têm uma propensão maior para desenvolver no futuro problemas físicos e problemas de transtorno do humor.” Além disso, o repórter Álvaro Pereira acrescentou: “o uso constante, a longo prazo, pode causar danos. Para embasar essa afirmação ele citou um artigo recente do New England Journal of Medicine, de autoria de Nora D. Volkow. Alexandre acrescenta: “Quanto mais cedo a pessoa começar a usar, maior a chance de causar dependência e prejuízo no funcionamento cerebral”.

Assista a MATÉRIA COMPLETA