.Página Principal

Próteses de silicone são seguras e inofensivas?

Novas pesquisa estão revelando que colocar prótese de silicone não é seguro como afirmam as empresas fabricantes e os cirurgiões plásticos gananciosos. Um estudo divulgado em novembro de 2018 mostrou que implantes de silicone aumentam os riscos de a mulher desenvolver artrite em 600%, e de câncer de pele em 400%, além de aumentar em 450% os riscos de gravidez resultando em natimorto.

Entre as participantes pesquisadas, a motivação  mais frequente para a colocação do implante era estética (72%);  as cirurgias de reconstrução representaram 10%.

O estudo foi publicado na revista científica Annals of Surgery. Os pesquisadores analisaram  quase cem mil pacientes, os quais estavam inscritos em grandes estudos pós-aprovação de próteses entre 2007 e 2010. Do total de sujeitos,  80 mil participantes tinham implantes de silicone e o restante, implantes preenchidos com solução salina

Em todo o mundo, mais de 10 milhões de mulheres colocaram próteses de silicone. Nos Estados Unidos, a prática ficou proibida de 1990 até 2006, quando o persistente lobby das empresas afetadas, principalmente os grandes fabricantes Allergan e Mentor, conseguiram convencer a Agência Norte-americana de Alimentos e Remédios (FDA – Food and Drog Administration) de que não havia comprovação científica conclusiva da relação entre doenças desenvolvidas, como artrite reumatoide, câncer e doenças autoimunes, e a implantação de prótese de silicone.

Abaixo, algumas matérias curtas, mas esclarecedoras que podem ajudar nos primeiros passos para conhecer melhor os riscos das próteses mamárias de silicone, antes de decidir pela cirurgia ou para ajudar na decisão de explantar a já existente.

Empresas omitem lesões causadas por implantes de mama

Prótese aumenta o riso de diversas doenças, diz estudo

Implantes de silicone aumentam riscos de doenças

Além disso, no Instagram e no Facebook existem milhares de mulheres, do Brasil e fora daqui,  formando grupos e comunidades contra as próteses.

Este post, de modo particular, surgiu do relato de uma colega de trabalho, que sofreu muito até descobrir a causa dos seus males: a prótese que havia colocado a mais de 15 anos. Em breve, aqui, uma entrevista com ela, com vistas a esclarecer riscos, clarificar sintomas das complicações e relacionar medidas terapêuticas da pós-explantação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s