DSM-5: Lançamento previsto para maio próximo

A  quinta edição do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-5) está quase pronta. A publicação está marcada para maio próximo (maio/2013). O evento tem grande importância para a área da saúde mental. A etapa final da revisão começou em junho de 2012, época em que terminou o prazo para envio de críticas, sugestões e propostas. Houve um período de seis semanas para que pessoas do mundo todo enviassem suas colaborações.

O DSM, elaborado pela Associação Americana de Psiquiatria (APA), é considerado o mais influente manual de psiquiatria do mundo e é usado pelos planos de saúde como referência para autorização de procedimentos médicos, laboratoriais  e psicoterapias. Foram montados 13 grupos de trabalho para a elaboração da quinta edição desse manual, cuja primeira versão surgiu em 1952.

Nos últimos meses, quando as propostas de mudança foram divulgadas pela APA, surgiram fortes embates e disputas ferrenhas, visivelmente devido aos conflitos de interesses: planos de saúde e outros segmentos que mercantilizam a saúde de um lado e de outro, os profissionais de saúde preocupados com as consequências de equívocos nas classificações.

Entre os pontos controversos está o que foi considerado relaxamento dos critérios para classificar pessoas como portadoras de problemas como depressão, esquizofrenia e ansiedade. Os críticos alegam que isso abre possibilidade para que mais pessoas recebam prescrição para uso de remédios, sendo expostas a efeitos colaterais.

Também muito discutido foi a classificação para autismo. Até onde se pôde acompanhar, na nova versão haverá apenas uma  classificação para autismo, variando o grau de severidade ou o espectro do autismo. Quadros leves, como Síndrome de Asperger, deixam de ser considerados doença.

Outra mudança já anunciada: a compulsão sexual, que atualmente integra o grupo das parafilias, pode ganhar categoria própria e passar a englobar pessoas que se masturbam muito, utilizem pornografia em excesso ou que praticam atos que afetem a vida social.

A classificação do Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) também vai mudar e ao que tudo indica os laboratórios venceram a queda-de-braço: mais pessoas poderão ser diagnosticadas como portadoras de TDAH (e serem medicadas), pois cai a exigência de os sintomas terem sido diagnosticados em torno dos 7 anos de idade. Agora também adultos com sintomas de hiperatividade e falta de atenção poderiam receber diagnóstico de TDAH. O receio é de que isso dê margem para mais prescrições de metilfenidato, o fármaco mais receitado para essa queixa. Atualmente o metilfenidato, cujo nome comercial é Ritalina, é consumido em escala assustadora no Brasil. Atualmente até concursandos tomam essa droga na esperança de aumentar a concentração nos estudos, um tipo de “dopping intelectual”.

O psiquiatra Cláudio Banzato, professor da Unicamp, diz que o equívoco está em se criar expectativa exagerada em relação ao DSM. “Tomá-lo como ‘livro de receita’ que pode ser empregado de forma ingênua e irrefletida é um erro grave.” Segundo ele, nesse embate, há bons argumentos dos dois lados. “Deve haver preocupação tanto com a medicalização excessiva e o tratamento desnecessário como com a falta de diagnósticos.”

Interessados em ler um breve histórico das revisões do DSM podem acessar o link a seguir: http://www.comciencia.br/comciencia/?section=8&edicao=64&id=815

Anúncios

2 comentários sobre “DSM-5: Lançamento previsto para maio próximo

  1. MINHA FILHA É ADOTIVA DESDE DO JARDIN 1 ELA APRESENTA DISTRAÇÃO NÃO COMPLETA ATIVIDADES, NÃO CONSEGUI SEGUIR UMA TAREFA ATÉ O FIM,TIRA ROUPA DEIXA TUDO JUGADO,TUDO QUE TIRA TEM QUE LEMBRAR VARIAS VEZES DE COLOCAR NO LUGAR,FALANTE ,FALA O QUE VEM,INSEGURA,CAPRICHOSA COM MATERIAIS ESCOLARES,FEZ TEXTE COM 3 PROFICIONAIS FONO,PSIPEDACOGA E PSICOLA E NEURA,DISSERAM QUE ELA É DTH,TOMA RITHALINA LA 20MG DESDE NOVEMBRO PASSADO,COM INTERVA NAS FÉRIAS,ANTES TOMAVA RITALINA1A MG DUAS VEZES AO DIA,SERA QUE EXISTE TRATAMENTO MENOS AGRESSIVEL,POIS FIQUEI SABENDO QUE O RITALINA PODE CAUSAE PROBLEMAS CARDIACOS,DEPENdÊNCIA .É VERDADE?

  2. MINHA FILHA É ADOTIVA DESDE DO JARDIN 1 ELA APRESENTA DISTRAÇÃO NÃO COMPLETA ATIVIDADES, NÃO CONSEGUI SEGUIR UMA TAREFA ATÉ O FIM,TIRA ROUPA DEIXA TUDO JOGADO,TUDO QUE TIRA TEM QUE LEMBRAR VARIAS VEZES DE COLOCAR NO LUGAR,FALANTE ,FALA O QUE VEM,INSEGURA,CAPRICHOSA COM MATERIAIS ESCOLARES,FEZ TEXTE COM 3 PROFICIONAIS FONO,PSIPEDACOGA E PSICOLA E NEURA,DISSERAM QUE ELA É DTH,TOMA RITHALINA LA 20MG DESDE NOVEMBRO PASSADO,COM INTERVALO NAS FÉRIAS,ANTES TOMAVA RITALINA10 MG DUAS VEZES AO DIA,SERA QUE EXISTE TRATAMENTO MENOS AGRESSIVEL,POIS FIQUEI SABENDO QUE O RITALINA PODE CAUSA E PROBLEMAS CARDIACOS,DEPENdÊNCIA .É VERDADE?
    HOJE ELA ESTA NA 4 SERIE ,ESTE ANO TIVE QUE COLOCA-LA NA ESCOLA PUBLICA DEVIDO PROBLEMAS PESSOAIS ,NA PARTICULAR TIRAVA NOTAS DENTRO DA MÉDIA.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s