QUEM É O ADOLESCENTE?

Às voltas com meus estudos sobre psicologia do adolescente, encontrei  rico material, do tempo de faculdade. Tenho mais de 20 pacientes adolescentes e compreender a dinâmica psicológica deles é exercício e desafio árduo. Mas também fascinante. Transcrevo abaixo o texto esclarecedor,  de Cybelle Weinberg, uma psicopedagoga, sociopsicomotricista Ramain-Thiers ( metodologia que atende pessoas com problemas da fala, distúrbios de aprendizagem e comportamento) e psicanalista.

“Adolescer  significa crescer, desenvolver-se. Diferentemente da puberdade, que é um processo biológico, adolescer é conquistar um lugar, adquirir independência e autonomia. E passar por perdas.

Para Arminda Aberastury, a adolescência é uma época de lutos. O primeiro luto é pelo corpo infantil perdido. Aquele corpo de criança, conhecido, transforma-se em  um corpo novo, estranho. E o adolescente observa, passivamente, tudo o que está acontecendo com ele. Seu corpo está em mudança: é umm enigma como ele vai ficar. Por outro lado, aquele corpo familiar , infantil, não existe mais.

O segundo luto é pelo papel e pela identidade infantis. “Você não é mais uma criança!” É a frase que o adolescente mais ouve. Isso o obriga a enfrentar a independência e a responsabilidade que o novo papel exige. E que na maioria das vezes o assusta.

O terceiro é o luto pelos pais da infância. É a perda daqueles pais protetores, que sabiam tudo. Onde foram parar?  Aqueles pais idealizados morreram. Daí o sentimento de desamparo, tão próprio desta época. Além disso, ele se dá conta de que os pais reais estão envelhecendo, quer virão realmente a morrer um dia.

Relacionar-se com os pais, na adolescência, é muito difícil. Toda questão edípica volta, com nova força. É preciso afastar-se dos pais, porque os desejos de matar  o pai rival e os desejos incestuosos em relação  à mãe agora têm uma possibilidade real de concretização. Afastar-se dos pais é uma medida de proteção. Mas como os pais não sabem disso, queixam-se do distanciamento do filho e acusam-no de gostar mais dos amigos do que da família.

Como se fosse pouco,  o adolescente se vê às voltas com sua sexualidade. Seu corpo está pronto para ter uma relação sexual adulta, mas a luta por um papel masculino ou feminino ainda não acabou. Porque não basta ter um corpo de homem ou de mulher – é preciso definir um papel masculino ou feminino.

É a época das primeiras experiências sexuais, dos fantasmas da homossexualidade, do medo de uma gravidez  precoce  e, nos dias atuais, da Aids.

Enfim, esse é o sujeito que temos à nossa frente – um jovem angustiado que esconde seus medos e incertezas atrás de uma máscara de indiferença e arrogância.

Com tantas questões importantes para resolver, não é de admirar que o adolescente tenha dificuldade para prestar atenção na aula e se dedicar aos estudos. A queixa dos professores é de que, na sala de aula, “não estão nem aí”. E não estão mesmo. Estão “em outra”.  Estão resolvendo problemas fundamentais para a vida deles.”

Postado por Carmelita Rodrigues

Anúncios

2 comentários sobre “QUEM É O ADOLESCENTE?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s