Morte de Sócrates e compulsão inconsciente

Freud afirmava que  “para todo evento consciente há sempre um inconsciente que o determina”. Isso fala da ausência de autodomínio consciente em determinadas demandas humanas, como o desejo de parar de beber e de fumar. Alcoolistas e fumantes sabem que não se trata de falta de vontade ou empenho, mas de estar sob domínio de uma “força maior”. Sim, a força dos    complexos. Por trás do vício de fumar ou de beber pode estar uma fixação na fase oral, período do desenvolvimento humano em que a zona erógena é a boca, também a fonte de recompensa e satisfação psicoemocional. O jogador Sócrates, que admitia ter desenvolvido complicações hepáticas por consumo exagerado de álcool, é exemplo concreto de que não basta saber ou querer. Ele era médico, obviamente conhecia os malefícios que o álcool causa ao organismo. E deve ter tentado NÃO BEBER. Sem sucesso, pelo visto, já que acabou por morrer em decorrência de complicações na saúde provocadas pelo alcoolismo. Quando psicanalistas e psicólogos de orientação analítica defendem que as pessoas não conseguem resolver sozinhas problemas psicoemocionais que afetam seus comportamentos, surge sempre quem se oponha à ideia do determinismo  psicológico. Mas a observação do cotidiano, assim como pesquisas e estudos acadêmicos seguem reforçando essa afirmação. Me  oponho radicalmente a propostas de autoajuda e de terapias meramente comportamentais para lidar com compulsões, vícios e outras complicações causadas por profundos e inconscientes complexos psicológicos. Relembrar, Reviver e Elaborar (ou Recordar,Repetir e Elaborar). O famoso RRE da técnica psicanalista é condição fundamental na maioria dos casos para esvaziar os complexos e libertar as pessoas das forças psíquicas inconscientes que afetam o bom funcionamento das emoções, dos pensamentos e comportamentos das pessoas.

Sócrates sucumbiu vítima do alcoolismo. E mostrou que não basta ser bem informado. É preciso coragem para procurar a causa mais profunda.

Para mais informações sobre a morte de Sócrates leia esta MATÉRIA DA VEJA.

Anúncios

2 comentários sobre “Morte de Sócrates e compulsão inconsciente

  1. DEIXO UMA RECLAMAÇAO DE UM FILHO,ENCOERENTE ME,QUE ACABOU,PELO PEQUENO MOT PODEROSA H[A 3040KM POR HOTEMANIS EM ALTA VELACIODAE,D3 340KM POR ORA A BAND CHEGOU NO LOCAL EN HORA VA JUSTIÇAS DA SÓ, O FILHO DO SENHOR RODOLFO DOSANTOS,E SUA ESPOSA ESTA ,SONIA MARIA TAY DOS SNATOAE JOGANDO NA INTERNET QUE O COITAS SANTOS,NA RUA NO BAIRRO,NA BANDEIRANTES,EM FRENTE A JUNDIAI VÃO ME DEVOLVER A UNICA COISA QUE TINHA DE UMA PESSOA DE 64 ANOSQUELUTER PARA TER.VCS ESTÃO SE ESCONDENDO!MAS TEM MUITA GENTE ATRÁS DE PESSOAS SENVERGONHAS ATRÁS DE VCS,SEI QUE VC MORAM EM MOEMA,VCS SÃO MUITO PEQUENOS,INTIMAÇAÕ VC FOGEM PORQUE DEVEM,MAS DEUS PEGA,SOU MUITO RELIGIOSA,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s