Chacina no Rio: o que fazer para evitar outras

A escola precisa acompanhar de perto alunos que não se socializam. A afirmação é de educadores e psicólogos da Universidade de Brasília (UnB). Professoras da Faculdade de Educação afirmam que os educadores precisam olhar seus estudantes com atenção e intervir quando acharem necessário.

“Crianças caladas e com dificuldades de socialização necessitam atenção especial no ambiente escolar, defende Ilma Passos Veiga, professora emérita da Faculdade de Educação da UnB. Para evitar casos como o de quinta-feira, (07.04.11) no Rio, ela recomenda que desvios comportamentais detectados por educadores sejam reportados às famílias e, em casos extremos, a médicos e psicólogos. “A escola tem a necessidade de acompanhar de perto esses alunos. É muito importante manter diálogo com a família. Muitas vezes é preciso até mesmo recorrer a especialistas médicos”, analisa a pesquisadora.”   MATÉRIA COMPLETA.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s