Exemplo de boa notícia

Como é bom tomar conhecimento de gestos altruístas, exemplos de generosidade autêntica, como a da pessoa que, exigindo anonimato, comprou as telas do grafiteiro Daniel Martinelli, de 23 anos, morador da Cidade de Deus. Ele trabalhou por 19 horas ininterruptas nos painéis que decoraram a quadra da Fundação para a Infância e Adolescência (FIA), onde a família Obama participou de  programação cultural. O trabalho árduo, sem parar pra comer ou tomar banho, a dedicação à arte (talvez paixão mesmo pelo grafite) lhe renderam boas coisas: foi elogiado, prestigiado pelo chefe de estado mais importante do mundo (não se pode negar isso), ganhou um incalculável reforço para a autoestima e ainda “faturou” um bom dinheirinho vendendo as telas. Mas o que me emocionou mais foi a sensibilidade do “comprador”. As telas têm seu valor artístico, claro, mas estou certa de que a motivação para a compra deve ter sido mesmo o desejo de “fazer a diferença” na vida do jovem, de ser um incentivador, de estender a mão, de patrocinar a inclinação artística do rapaz. Se assim não fosse ele  não teria tido a preocupação de manter-se no anonimato. A imprensa referiu-se a “um comprador anônimo”  e não a “uma compradora”, daí suponho que tenha sido um homem. Fiquei especulando comigo mesma quem teria sido… Luciano Huck? O próprio Barack Obama? Acho que não vamos saber quem foi, mas isso nem tem tanta importância. Vale muito mais o referencial positivo do caso desse jovem, a ideia mostrada aos demais jovens de que vale a pena viver com dignidade, dedicar-se à arte em vez de traficar drogas ou pichar espaços públicos ou alheios, que se pode ter grandes alegrias fazendo a coisa certa e não cair no ócio desconstrutivo, enfim, ele mostrou que vale a pena trabalhar pelo que se gosta e acredita, se isso em vez de ferir direitos alheios, ao contrário, proporciona cor, beleza e esperança  à vida – própria e a dos outros. Sou sua fã, Daniel. E penso que coisas assim é que deveriam encher as telas das TVs e dos cinemas; não a constante apologia à sensualidade promíscua ou ao consumo excessivo. Sou admiradora inconteste  também do “Comprador Anônimo”. Que o gesto lhe encha o coração de alegria e paz interior. Parabéns pela grandeza de alma. Daniel também tem um blog: DANIEL MARTINELLI. Provavelmente ele irá postar lá as fotos dos painéis agora famosos.

Anúncios

3 comentários sobre “Exemplo de boa notícia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s