Precisa-se com urgência de psicólogos e fisioterapeutas

Li ainda há pouco uma notícia do Correio Braziliense em que, ao comentar o estado de saúde do governador preso do DF, José Roberto Arruda, a mulher dele atribui o edema no pé à falta de fisioterapia. Então fiquei pensando nos absurdos que ocorrem em nosso país: no ano passado o GDF mobilizou profissionais de Fisioterapia, Psicologia, Serviço Social e Administração para um concurso público. As pessoas se inscreveram, estudaram e os aprovados não foram convocados.  Houve um mise-em-scène, chamaram uns gatos pingados pra dizer que estavam cuidando da saúde da população, para terem imagens a usar na ridícula propaganda do GDF… nada além disso. E olhe que a situação da rede pública de saúde é de extrema carência desses serviços e de muitos outros! No caso da Fisioterapia, as pessoas sem dinheiro ou convênio médico que precisem de fisioterapia ficam aleijadas: a fila para fisioterapia é enorme. A carência é inacreditável. O governador afastado sabia disso, mas seguiu desviando o dinheiro que deveria ser destinado às unidades de saúde para os próprios bolsos ou as maletas de empresários desonestos. O mesmo acontece com a Psicologia: escolas do DF estão sem psicólogos há muitos anos, alunos precisando, professores idem, servidores também. Sem atendimento psicológico, os professores adoecem e a Secretaria de Saúde os trata como mentirosos, embromadores ou preguiçosos. Absoluto descaso e falta de conhecimento de causa. Nos postos de saúde, nos hospitais, a demanda por psicólogos é  superior a 300 profissionais. Adolescentes internados nas unidades de atendimento a menores em situação de risco social, como o  Caje, Cesame e Ciago, estão sem profissionais habilitados para lidar com esses casos tão vulneráveis. Há um concurso com inscrições abertas, mas até as pessoas assinarem os contratos  (se isso acontecer!) os menores seguem desassistidos, como já estão há muitos meses. Arruda sabia da situação. E quando alguém ia pedir a ele que contratasse pessoas , ele respondia: “não vou gastar dinheiro com esses marginais. Eles não tem mais jeito, só a morte resolve.” Quem me contou foi uma pessoa que trabalhava com ele. Ele esquecia-se de que a verba da saúde era para ser gasta com a saúde das pessoas. Deveria, em vez de desviar os recursos, fazer o que devia: contratar os profissionais, abastecer a farmácia de alto custo e comprar todos os tipos de remédios necessários, além de equipar os hospitais e postos de saúde. Agora, com a prisão dele e o desmantelamento da gangue a sangria foi estancada, espera-se. Continuamos sem governador – a figura que o substitui é uma coisa duvidosa, patética, mas espera-se  que a saúde pública do DF volte a ser tratada com seriedade e honestidade.

Anúncios

2 comentários sobre “Precisa-se com urgência de psicólogos e fisioterapeutas

  1. Olá meu nome é Paulo, sou Psicólogo recém formado e estou procurando uma oportunidade na profissão em todas as suas faces, moro em São Paulo na região do abc paulista e preciso de uma chance.
    Grato

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s