Manual sobre doenças e transtornos psíquicos

“A esquizofrenia e o delírio são perturbações diferentes que podem partilhar certas características, como a paranóia, a desconfiança e o pensamento irreal. No entanto, a esquizofrenia é uma perturbação mental grave e relativamente freqüente que se associa com a psicose (uma perda de contacto com a realidade) e com uma diminuição no desenvolvimento geral de funções. Em contrapartida, a perturbação delirante é mais rara e causa uma incapacidade parcial ou mais circunscrita.” O texto acima não é meu, mas do manual Merck on-line. Não, isto não é uma propaganda desse laboratório. É tão somente a divulgação de um rico material de consulta, não apenas sobre transtornos mentais mas também de ampla abrangência em quase todas as doenças. Uma amiga informou-me desse manual; consultei e achei bastante interessante. O manual é dividido em várias seções uma delas, pertinente à Psicologia, é a das PERTURBAÇÕES MENTAIS; lá existem subtítulos para se ler sobre perturbações psicossomáticas, da função sexual, ansiedade, depressão e mania, entre outras disfunções. Ao se clicar no transtorno, há um pequeno texto inicial, como o mostrado acima, e um link para leitura ampliada do assunto. Você vai estranhar a grafia de algumas palavras como “secção” e “contacto”. É que o idioma é o português de Portugal. Fui informada de que o manual demorou 5 anos para ser escrito, teve a participação de 200 especialistas e foi traduzido para 18 idiomas. Outro exemplo da utilidade do material: ao clicar em “Medicamentos”, chega-se ao Prontuário Terapêutico, onde se digita o nome de um remédio e podem ser lidas informações como indicações, reações adversas, contra-indicações, interação medicamentosas e até nome dos medicamentos genéricos quando eles existem.

É daqueles sites que vale a pena “favoritar”, usando um neologismo dos adolescentes – ou seja: incluir entre os favoritos! Veja e julgue se exagerei nos elogios: MANUAL MERCK

Anúncios

64 comentários sobre “Manual sobre doenças e transtornos psíquicos

  1. Parabéns!Faço um tratamento antidepressivo há anos… e foi muito exclarecedor saber dos sintomas e assim entender melhor o que sentimos.
    Atenciosamente
    Lucas Durand

  2. Obrigada por este site. Procuro mais informacoes sobre transtornos bipolar e manias, esquizofrenia. Nossa familia tem casos de depresso, transtorno bipolar e agora pelo que li caso de delirios. Foi de grande valia para mim esses conhecimentos passados por vcs. Obrigada.

  3. Olá,
    Fui diagnosticado a 2 anos e 06 meses atras como portador de sindrome do panico.Os sintomas começaram depois de uma forte crise de hipertenção(quase tive um AVC) devido ao estresse que vivia por causa de um curso tecnico que fazia e que não ia bem.Tive sensações horríveis de taquicardia,sensação de desmaio,mãos soando muito frias,tremores musculares ,pernas bambas e etc.Passei por Ns psiquiatras,tomei muito antidepressivo,vi meu casamento de 20 anos quase acabar.Hoje tomo RIVOTRYL 1mg uma vez ao dia e sinto os sintomas bem mas leves principalmente medo e pernas bambas.Faço tratamento com hipnose a duas semanas e apresentou pequena melhora.Só que não aguento mais quero ficar bom disso logo.Sou trabalhador,procuro ser bom pai,amigo,bom filho e não mereço passar o que estou passando.Voce poderia me indicar algo (tratamento) que realmente pudesse me curar.Sou assalariado mas faria um sacrificio para me ver livre disso me ajude por favor pois não sei o que realmente é melhor pra mim.Quando se tem um problema cardiaco voce vai no cardiologista trata-se ou opera-se mas no meu caso meu psiquiatra so me passa remédio na hipnose me dizem calma voce tem melhorado só q eu estou sofrendo muito com isso,daí meu desepero.

    • OLHA sabe a minha mae tmb tem ea doença ela se trata com revotryl mais ela so conseguil melhorar 50% da doença na igreja sabe ela teve uma breve cura de deus antes ela se cortava com navalhas na crise ela tentou suicidios varias vezes ate tentou cortar os pulsos ela flava que via cachorros grandes e pretos de olhos vermelhos tentando pegar ela via morcegos,cobras,via eu toda cheia de sangue que sou a filha dela..ela ja avançou em mim pra tentar me matar… o estado dela ja estava mais quee avançado daii eu busquei uma igreja pra ver o pq dakilo dai foi quando ela se libertu de verdadee antes ela tomava um monte de remedios como.”sertralina,haldol,diazepam,e etc..eu achava quee a doença dela não teria cura mais foi quando a base de oração ela foi liberta graças a deus! busque a deus querido e ele vai fazer esse milagre na sua vida!

    • Ola meu irmao em Cristo Jesus. Tudo o q vc escreveu eu passei tudo isso…eu ja nao aguentava mais, me levarao p varios psquiatras e eu ainda ia sozinha p hospital tomar injecao de diazepan…ate q um dia lerao a biblia p mim…ai fui vizitar carias igrejas evangelica ate q em uma eu me encontrei, passei a sentir uma grande paz espiritual, ate meu casamento foi restaurado. Hoje o meu psquiatra suspendeu meus medicamentos e voltei a trabalhar e ate a estudar. Foi a melhor coisa q fiz na minha vida. Hoje levo palavras de conforto atravez da Biblia onde eu realmente fui curada… O nosso socorro esta em no nome do Senhor,criador do ceu e da terra.

  4. Gostaria de saber mais do assunto e o queveria fasert para ajudar.
    tenho um caso em casa onde coloca os proprios filhos como inimigos. Apenas coloca a mulher como o seu unico objetivo e uma verdadeira obsessao e faz de tudo para afasta-la de seus filhos.
    temos muito receio e medo ao mesmo tempo!!!
    O que deveria fazer?

  5. Gostaria de saber mais do assunto e o queveria fazer para ajudar.
    tenho um caso em casa onde coloca os proprios filhos como seus inimigos. Apenas coloca a mulher como o seu unico objetivo e uma verdadeira obsessao e faz de tudo para afasta-la de seus filhos.
    temos muito receio e medo ao mesmo tempo
    Oque devo fazer?
    /

  6. Olá! Sinto-me pouco à vontade para opinar sem conhecer o caso em profundidade. Apenas posso supor, com base no seu curto relato, tratar-se de caso mais complexo do que vocês (familiares) têm suposto. O aconselhável é que busquem ajuda profissional especializada.
    Um abraço,
    Carmelita

  7. Por favor, gostaria que me respondesse.
    Tenho um irmão esquizofrenico (suponho que: depois de ler alguns livros)já procurei tratamento, mais ele se recusa a ir, me disseram que ninguém pode obrigá-lo, e não encontro nenhum médico que vá á minha casa, nem pagando.
    O que faço, vivo esse dilema a mais de 8 anos.
    Muito Obrigada!

  8. por favor poderia responder se esquizofrenia tem cura,e qual é pior,cid 20 ou cid f32.3.um medico disse que meu cid é 20 já outro disse cid f32.3.pode me explicar cada um.Obrigado.

  9. Olá, Maria.que belo nome você tem!
    Quanto à sua dúvida: em se tratando da mente humana, quase nunca se pode fazer afirmativas do tipo “tem cura”, “não tem cura”. Isso porque a ciência sabe pouco sobre o funcinamento da psique humana. O que se tem são estatísticas e por elas o mais comum é que a esquizofrenia perddure por toda a vida, semdo possível apenas o controle e acompanhamento que deem qualidade de vida à pessoa. Mas obviamente não se pode ser taxativo e dizer “esquizofrenia não tem cura”. Mas atente para um detalhe: não duvido da eficiência de seu médico, não o conheço. Mas quero que saiba que às vezes a esquizofrenia é cpnfundida com o transtorno bipolar. E em cada um dos casos a medicação pode ser diferente. Então, sugiro sempre que a pessoa busque diagnóstico com mais de umprofissional (o que vc já fez) e se for necessário até uma terceira opinião.Pelo CID 10 f20 é esquizofrenia e F32.3 é “Episódio depressivo grave com sintomas psicóticos”. Não se pode dizer que uma coisa seja pior ou melhor; talvez o mais correto seja entender que no caso de “Episódio depressivo grave com sintomas psicóticos” oprognóstico é mais favorável, ou seja há uma possibilidade maior de eliminação dos sintomas, se o transtorno for devidamente tratado – não apenas com remédios, mas também com psicoterapia.
    Espero ter lhe ajudado.
    Um abraço,
    Carmelita

    • o meu irmao teve uma doença do pancre pancriatite aguda grave, ficou internado em estado grave, depois entrou com o pedido de auxilio doença e ficou afastado pelo inss, agora esta com problema de depressao o medico psiquiatra constatou cid f33.3 sera que agora ele pode entrar com o pedido de aposentadoria,

  10. Olá!!

    Gostaria de obter um esclarecimento: Uma pessoa pode apresentar com esquizofrenia pode ter depressão.

  11. Oi!

    Como não reparei a pergunta realizada pela MARIA, acabei repetindo em baixo.Fiz a pergunta pq me encontro no auxilio doença desde abr/08, sendo diagnosticado F32. Ocorre que em Set/08 por divergência entre o plano e o meu médico, fui obrigado a me tratar com outro profissional o qual a partir desde então diagnosticou F.20. Fico confuso.No INSS, consta Episódio depressivo não houve a troca. Meu médico conversou com a minha esposa e reafirmou F.20, devido aos sintomas que apresento. Vou procurar outro profissional, mais acredito na experiência e na capacidade do médico que me atende. Eu como cliente fico perdido. Quero retornar ao trabalho sim, mais em condições de desempenhar bem as minhas funções.Sinto que haja maldade por parte do perito. Pois ele ouve o meu relato e não muda. Procuro ser tranquilo até p/que o seu trabalho não seja prejudicado mais acaba me prejudicando. Acabei aproveitando para fazer um desabafo. pois me sinto revoltado com a situação. Ou pode também uma pessoa apresentar os dois diagnósticos F20 e F32 ao mesmo tempo.
    Se puder me responder eu ficarei muito agradecido. Se não puder só a atenção já vale.

    • Veja, uma pessoa pode estar deprimida e no apresentar sintomas de esquizofrenia (F20). E pode tambm ter esquizofrenia sem humor deprimido. Mas as duas coisas podem aparecer juntas. No entanto, esse mdico do INSS est seguindo orientaes do prprio CID 10, o livro que contm a Classificao Internacional de Doenas sepadas de acordo com critrios de diagnstico. O CID aconselha a no considerar que seja F20, inicialmente, se o quadro se enquadrar nos critrios de episdio depressivo. S aps algum tempo, ao persistirem sintomas de esquizofrenia que se descarta a possibilidade de ser apenas episdio depressivo. A cautela do mdico justificvel tambm porque muitas pessoas desonestas alegam ter esquizofrenia para requerer aposentadoria (e buscam mdicos pouco criteriosos para afirmarem isso junto ao INSS). Isso porque a esquizofrenia considerada uma doena sem cura, apenas controlvel. A depresso, ao contrrio, pode ser tratada, embora em alguns casos possa demorar dois anos ou um pouco mais.Talvez no haja maldade por parte do mdico, mas apenas cautela. E talvez voc realmente tenha apenas um quadro de depresso com alguns sintomas de esquizofrenia sem, no entanto, chegar a ter a esquizofrenia propriamente dita. Desejo que seja apenas depresso (e no esquizofrenia, caso em que o sofrimento maior). Um detalhe importante: o tratamento da depresso s com remdios difcil e demorado, seno impossvel. necessrio tomar os remdios, mas tambm fazer sesses de psicoterapia – com um psiclogo. Quando a pessoa no tem recursos para isso, pode procurar uma universidade ou faculdade particular com curso de Psicologia para usar os servios dos centros de formao de psiclogos (treinamento de estudantes). As pessoas so atendidas por estagirios acompanhados por profissionais experientes e a preo simblico. Aqui em Braslia, esses centros de formao cobram em torno de cinco reais por sesso. Vale a pena fazer. Bom, espero ter ajudado. Boa sorte, um abrao. Carmeltia

      • deixe como esquizofrenia ai voçer sera aposentada por invalidez isso aconteçeu comigo vai por min se o medico desse pareçer e porque ele tem certesa disso

  12. a esquizofrenia nao tem cura somente controle f 20 cid 10 e esquizofrenia paranoide ate para o inss esta doença e incuravel tenho um amigo que se aposentou com este diagnostico mesmo sendo o iniçial era trantono bipolar

  13. Estou afastada desde dezembro de 2007 auxilio doença cid f-31-5, gostaria de saber se tenho possibilidade de me aposentar com este cid, já trabalho a 29 anos de carteira assinada. Será que o INSS me aposenta?

    • Oi Susana!
      Me identifiquei com vc, por estar afastada com o mesmo cid f31.5, estou há 1 ano afastada e tudo tão dificil..gostaria de saber se vc continua afastada e conseguiu receber a resposta que solicitou (se consegue ou não se aposentar com este cid). Se quiser se comunicar comigo meu e-mail é maryirenio@hotmail.com.
      Aguardo e um abraço.

    • Nossa, Patrícia, estou bem atrasada para lhe responder sua mensagem, não? Peçço mil desculpas e nem vou tentar me justificar, embora haja boa razão para isso. Mas vamos a sua dúvida: no CID 10 não conta transtorno com esse código F29.1. Existe apenas o F29, que é psicose não orgânica não especificada. Trata-se de psicose sem causa orgânica detectada e diferente de todas descritas nos tópicos relativos a psicose, ou seja um tipo bem atípico de psicose. Envie mais informações e prometo me empenhar para lhe esclarecer no que puder e sem demorar tanto tempo desta vez, OK?

      Abraço, Carmelita

    • Complementando, Patr�ca, faz toda diferença a letra que aparece antes do número. Quando vc se refere a 29.1, havia qual letra antes. Para cada letra corresponde um bloco diferente de doenças. As do grupo F referem-se a alterações psicoemocionais, minha área. As demais são da área médica e outras. então, por favor, seja mais específica para que eu possa lhe ajudar, OK?

      2009/9/28 Carmelita Rodrigues

      Nossa, Patrícia, estou bem atrasada para lhe responder sua mensagem, não?. Peço mil desculpas e nem vou tentar me justificar, embora haja boa razões para isso. Mas vamos a sua dúvida: no CID 10 não consta transtorno com esse código F29.1. Existe apenas o F29, que é psicose não orgânica não especificada. Trata-se de psicose sem causa orgânica detectada e diferente de todas descritas nos tópicos relativos a psicose, ou seja um tipo bem atípico de psicose. Envie mais informações e prometo me empenhar para lhe esclarecer no que puder e sem demorar tanto tempo desta vez, OK? Abraço,
      Carmelita

  14. inicialmente meu esposo, afstou-se do trablho com cid m65.8 e f33.3,com cat aberta,e reconhecida pelo inss através de requermento administrativo.passou de b31..para b91, aconteçe que mudamos de profissional a algum tempo e o mesmo diagnosticou cid f20.0, com essa nova medicação percebemos um controle das crises,pergunto: há possibilidade de aposentar-se,uma vez que ele trabalha como eletricista de distribuiçao em redes energizadas…o afastamento jah tah deferido nas PP em 1 ano e 1 mes.tah com nova perícia marcada com pedido de prorrogaçao

  15. Olá, Dra. Carmelita. Minha esposa tem 33 anos e faz acompanhamento psiq. desde 2003, com cid f33 e f41. Abandonou. Voltou em 2006, com f32 tomando fluoxetina, carbamazepina e rivotril. Acontece que ela nunca ficou “boa”; sempre foi uma pessoa pra baixo, não é deprê, é recolhida, diz que não faz questão de agradar ninguem, é solitaria, sem vontade na vida etc (a familia diz que era assim na infancia porém brilhante na escola e em qq curso que fazia, sempre na metade do ano já tinha nota pros 04 bimestres e teve grave depressão na adolescencia 16-18 anos). Quando nossa filha nasceu, há 10 anos, não é que ela não ligou, ela só dizia que o que entrou tinha que sair, que ela não tinha medo, mas sempre foi indiferente. Trata a menina bem, não é desnaturada, mas tb não gosta de “melações”. De uns tempos pra cá, 07 meses, deu pra ouvir vozes, ver um homem de preto direto e “cuidar” de um bebê à noite (trabalho à noite, não vejo, ela que me conta como foi o “trabalho” dela); estava há 02 anos no emprego, pediu as contas pq resolveu que uma outra funcionaria clonava sua assinatura e deu pra ver códigos, mensagens nos contratos da empresa (uma imobiliaria) e o chefe dela andava reclamando da aparencia dela (ela realmente não tá ligando pra se arrumar mesmo e qdo se arruma, só quer roupas pretas). Levei-a num novo médico, Dr. Alon Faingolg, que trocou a fluoxetina pra risperidona e manteve os outros medicamentos e disse que depressão não é mesmo. Ele pediu vários exames de sangue, um deles pra saber se é tireoide; um eletroencefalograma. Quando ela fazia acompanhamento no posto, terapia comunitária, a psiquiatra é “Jung” e disse que minha esposa perdeu o elo com ela mesma, que a mente dela rachou, o que ela pode ter? Percebi que a psicologa e a assistente social (da equipe) ficaram meio a meio com esta opinião, porque será? Elas disseram que minha mulher tem embotamento afetivo… (é que a equipe do posto se desfez e na ultima data da terapia já não teve, e a proxima equipe a gente não tem ideia de quando terá…). o atual psiq. Dr. Alon do convenio ainda não disse um diagnostico, talvez na proxima consulta em 25/05/10, mas estou ansioso. muito obrigado.

    • Olá, Antonio. Entendo sua aflição e sofrimento frente ao caso de sua mulher, mas receio que eu não possa lhe ajudar muito à distância. Embora vc tenha fornecido algumas informações sobre o caso, isso é insuficiente para eu arriscar um diagnóstico. Se ela não tivesse as alucinações e o delírio persecutório talvez fosse um caso de distimia, algo semelhante à depressão, mas diferente na essência. Mas isso de ver o que outros não enxergam e o delério persecutório (achar que colega clonava assinatura dela) parece apontar para a esquizofrenia. Daí ela teria que tomar não antidepressivos, mas sim antipsicóticos. A risperidona é um antipsicótico (prescrito pelo atual médico). Então é provável que agora ela comece a melhorar. Mas é bom você e ela saberem que a esquizofrenia não tem cura. Apesar disso, os medicamentos fazem desaparecer os sintomas, como as alucinações e os delírios, e como o médico provavelmente vai prescrever algum componente regulador do humor, a “tristeza” e apatia dela também devem desaparecer. Ela poderá levar vida normal, se o médico acertar com a medicação e ela tomar os remédios direitinho. Agora, nesse e em quase todos os casos de adoecimento psicoemocional, a psicoterapia é fundamental, individual ou em grupo. Tente encontrar profissional com experiência em psicopatologia para acompanhá-la. Caso vcs não tenham dinheiro pra pagar, podem tentar alguém competente associado ao seu convênio (saiba q a cada dia há número menor de bons profissionais atendendo por convênios, que pagam miséria!). Pode também recorrer aos centros de formação em psicologia de alguma faculdade ou universidade próximo a casa de vocês. Não fique tão preocupado com o diagnóstico. Saber o nome da doença da sua mulher não é o mais importanate. Diagnósticos são muito mais rótulos do que algo realmente útil. Servem, sim, para orientar no tratamento, mas cada caso é tão recheado de subjetividades, de diferenças próprias de cada indivíduo que o mais importante é torcer para que os profissionais acertem o caminho de devolver à pessoa a funcionalidade e o prazer de viver, o compromisso com a vida. Embotamento afetivo? Não tenho como julgar sem ver o caso de perto, mas uma psicoterapia de base analítica pode levar a descobrir as causas subjacentes do transtorno dela, a origem do desinteresse com as coisas e com as pessoas. Pode haver algum complexo muito profundo por trás e que está “constelado”. É necessário avaliar em psicoterapia continuada.

      Como vê, talvez eu não tenha lhe dito o que você gostaria de ouvir. Lamento. Mas posso acrescentar que tudo vai ficar bem se você e ela se emprenharem em buscar ajuda efetiva, de profissionais qualificados. Não desista até conseguir porque todos que agem assim conseguem. Tenho uma amiga que, anos atrás, padeceu horrores, até tentativa de suicído e internação em clínicas psiquiátricas desaconselháveis pelo fato de não terem diagnosticado corretamente o caso dela. Estava sendo tratada como esquizofrênica mas ela tinha transtorno bipolar; os remédios são diferentes. Sua esposa vinha sendo medicada com antidepressivos, sabe-se lá porque (ela pode ter escondido sintomas ou apenas ter sido incompetência dos médicos e psicoterapeutas – agora isso já não importa). Então, acredito que o antipsicótico irá ajudá-la mais e tudo ficará bem. Persista em ajudá-la, ela precisa muito do seu apoio incondicional, e insista tb em fazê-la enxergar a importancia de ela fazer a parte dela, de tb se envolver, colaborar com o tratamento. Desejo a vocês sorte e ajuda divina. Abraço, Carmelita

      • Pois é, o médico diagnosticou esquizofrenia paranóide, aumentou a risperidona pra 3mg noite + prometazina e tegretol 200mg manhã e 400mg noite. Ela fica meio “lerda” quando acorda mas está mais participativa, ainda não como o “normal” mas está. muito obrigado.

  16. Gostaria de saber qdo ocorre apenas a pertubarçao mental sem perda da realidade como prodecer?Sou diagnosticada como Bipolar, estou medicada com Litio, Topiramto e mesmo assim sinto perturbaçoes mentais.

    • Sugiro que voc se consulte com outro psiquiatra e relate o que vem sentindo, apesar dos medicamentos que toma. Ele ir avaliar se deve trocar os remdios e/ou acrescentar algum. Associar sesses de psicoterapia iria tambm lhe ajudar muito, mas westou certa de que essa sugesto vc vai recusar, isto porque, via de regra, pessoas com diagnstico de transtorno bipolar (salvo rarsssimas excees) so refratrias ideia de fazer terapia. E algumas, qdo aceitar fazer, vo ao psiclogo maias para desafi-lo, testar a competncia do profissionmal do que para se ajudarrem. No digo que este seja seu caso, pois no lhe conheo;stou generalisando, claro. Seria maravilhoso que vc fosse uma das excees a essa conduta refrattria padro. No desanime de viver bem; atualmente – dado que j existem bons remdios – esse transtorno no inviabiliza que as pessoas levem vida normal. Desejo-lhe boa sorte.

  17. Que bom, Antonio, que as coisas coçam a entrar no caminho certo. Isso que vc cham de “meio lerda” nós chamamos de estra “impregnados”, isto é, uma espécie de efeito colateral dos remédios. Mas com o tempo o organismo dela pode se acostumar e essa reação desaparecer ou ficar mais fraca. Lembre-se de que sempre que vcs estranharem algum provável efeito do medicamento, devem conversar com o médico para ele avaliar se precisa rever as dosagens ou até mesmo trocar de medicamento. Até que se acerte remédio certo e dosagem correta leva algumas tentativas mesmo. Isso é inevitável porque os organismos hhumanos têm reações diferentes mesmo quando o remédio é igual.
    Estou à disposição para qualquer esclarecimento a meu alcance.
    Carmelita
    Abraço

  18. Boa noite.
    Foi-me diagnosticado esquizofrenia hà cerca de um ano, após ter tido um surto em Janeiro de 2009,e outro em Agosto do mesmo ano, tendo no primeiro sido diagnosticado uma psicose s.o.e. e no segundo surto em Agosto esquizofrenia.
    Estive cerca de 8 meses de baixa médica e felizmente sou um dos “felizardos” que conseguiu voltar ao trabalho com este diagnóstico, após ter efectuado vários testes,pois desempenho um cargo de responsabilidade na função pública.
    Neste momento sinto-me “normal” sem sintomas a única coisa que sinto que me causa grande transtorno é que me sinto incompetente no trabalho,,,o que posso fazer para melhorar a minha situação…pois já sou acompanhado por um terapeuta….existem pessoas com esquizofrenia que despenham os seus cargos com competência…isto está a ser bastante dificil para mim…
    Boa noite e obrigado pelo tempo dispensado

    • Desculpe-me, Bruno. No tenho condies de opinar sobre seu quadro com to poucas informaes. Seria irresponsabilidade minha dizer coisas de contedio reducionista, com base em generalisaes. Psicopatologias tm muito da subjetiividade do indivduo, apresenta variaes significativas de caso para caso. No sei, por exemplo, o que vc quer dizer com “me sinto incompetente”; se se trata apenas de autodepreciao ou se efetivamente vc no consegue realizar as atividades propostas. Se vc morar em Braslia terei prazer em conversar pessoalmente com voc no consultrio. Espero que me entenda. Abrao,

  19. bom dia meu filho sofre de estado de mal epileptico cronico e de episodio deprecivo crave ele sente sensações horríveis de taquicardia,sensação de desmaio,mãos soando muito frias,tremores e dar ataqui de furia ele toma rivotril e risperitona e escitalopram eu pago o inss dele a 1 ano e oito meses mais atulmente me encontro desinpregada e sou separada do pai dele que da um valor insiguinificade de pensão pesolhe que me de uma luz ñ sei oque fazer forte abç valeria

    • Infelizmente no posso lhe ajudar muito, Valria. Se vc morasse em Braslia, certamente seria mais fcil para mim. A distncia s posso lhe dizer que seu filho precisa de um bom psiquiatra que faa a prescrio dos remdios adequados. Quando ele estiver bem medicado, os sintomas desaparecero e os sofrimentos tambm, o dele e o seu. Faa um esforo e marque consulta com um bom psiquiatra. Entendo que sem emprego no fcil, mas vc conseguir. Pea ajuda a quem puder lhe ajudar, sem receio. Se lhe adiantar de alguma forma, estou disposio. Abrao.

  20. Bom dia minha qrida psicopauta. Sou depressivo e portador do TOC e/ou fobia social. O clássico e famigerado ‘bicho do mato’. Em nível mundial é sabido que a depressão, dentre outras disordens mentais, é o distúrbio psiquiátrico mais comum. Porquanto, que segundo uma previsão da OMS será a doença mais comum no mundo em 2030. Atualmente, já é o mais grave problema emocional no mundo todo. Segundo as mais recentes estatísticas, o TRANSTORNO OBSESSIVO COMPULSIVO ( TOC ) viria na 4ª posição na lista de transtornos psíquicos com maior prevalência na população mundial. Daí, eu gostaria de perguntar para a srª( ou srtª? ): quais são a 2ª e a 3ª doenças mentais mais freqüentes no mundo?;e,(se possível informar tmb) no Brasil? quais são as de maior de incidência?
    Sem mais…

    Atenciosamente,

    Rômulo

  21. Boa Noite, CArmelita

    Me chamo Deyse e estou fazendo meu artigo da pós sobre transtornos psiquicos em crianças de 0 a 6 anos. vc tem alguma bibliografia que pudesse me auxiliar.
    Desde já agradeço.
    Deyse

  22. São códigos do CID 10, a Classificação Internacional de Doenças (décima edição). Nele, as patologias estão divididas e subdivididas em números, antecedidos por por letras. As alterações na saúde consideradas distúrbio do funcionamento psicofisioemocional, incluindo alteração de humor,estão relacionadas por números antecipados da letra F. F32 refere-se a episódio depressivo; a subdivisão F32.2 a episódio depressivo grave sem sintomas psicóticos.O F60 engloba os casos de Transtornos específicos da personalidade; o subtipo F60.4: personalidade histriônica.
    CID 20 não existe. Se for CID F20 refere-se a esquizofrenia, mas o F32.2, mencionado acima, NÃO pode aparecer associado a F20, pois foi dito que NÃO há sintomas psicóticos e a esquizofrenia é uma psicose; seria uma contradição. Verifique a anotação exata.

    Você não deve se impressionar com as denominações: são apenas para efeito de formalidades, para preenchimento de formulários que exigem diagnósticos referendados pelo CID 10. Os convênios médicos usam muito isso. Nem toda alteração da saúde pode ser “classificada”, havendo casos em que os critérios do CID 10 e do DSM V (Manual Diagnóstico de Transtornos Mentais – reúne só alterações na saúde mental) não dão conta de categorizar. Só

  23. Ola…tenho certeza que tenho algum disturbio psiquico, embora nunca tenha procurado ajuda. É muito desagradavel, me arrependo de tudo(coisas que digo, faço, até mesmo roupas que uso)gostaria muito de saber do que se trata!
    Grata!!!

  24. eu me chamo sidnei fui diagnosticado com o cid 23.1 vejo pessoas, esculto vozes tenho delírio
    .essa doença tem cura. estou me tratando ha 15 anos.

  25. Ola,gostaria de saber o que é psicose nao orgnica?
    é porque eu estou fazendo um trabalho sobre esse tema e não conseguir entender sobre esse assunto.
    obrigada!

  26. oi bom dia estou com esquizofrenia ,e a psiquiatra colocou no meu laudo que nao tinha condicoes nem na vida civil e social ,e pedeu meu auxilio doença ao perito do inss inpossibilidade de trabalhar tem como ele recusar ,porque com o cid 33 ,ele recusou .,

  27. Meu CID é F20, meus irmãos nunca tiverão paciencia comigo. e hoje todos se afastaram de mim . somente minha mãe fica comigo e do meu lado. mas de domingo eles se encontraõ na casa de minha irmã onde eu não sou convidada. sofro muito com isso. eu acho que sou um grande fardo p/ minha mãe fico pensando que se eu não existisse eles seriam felizes. as x tenho vontade de me matar com uma corda no pescoço ou me jogar na frente de um caminhão.não falta coragem mas tenho do de saber que meu namorado vai sofrer., minha familia não gosta de mim e eu me isolo não sou divertida sou sempre mal morada da familia e tenho medo de ficar em lugar que tem muita gente é como eles estivesse todos falando de mim e querendo me pegar. fico com muito medo e quero ir em bora. Talves eles não gostão de mim por eu ser assim.

  28. ola pessoal preciso de uma informaçao eu passe a f20.0 depois f33.3 depois f29 eagora estou com cid f29+f33 sera que alguem pode me responder se eu cossigo me afastar do trabalho po favor respodame
    pois ja fui em uma pericia nao fui afstado por favor responda me obrigado!

  29. tenho Cid f32.3 o meu psiquiatra deu um laudo com 60 dias de afastamento estou tomando vários remédios fico meio glogle quanto tomo tenho pericia marcada tenho medo de não responder certo para o perito e ele me nega o beneficio devido a medicação me deixa tonto ele pode pensar que to desfazendo dele

    • Não se aflija sem razão, Marcos. Nem se preocupe com a perícia. Vc também não precisa mentir nem fingir; haja naturalmente… esses profissionais sabem reconhecer os efeitos colaterais de remédios. Fale a verdade e o resultado será o justo. Boa sorte.

  30. ola ,estou gravida de 16 semanas e não sinto vontade nenhuma de viver,de trabalhar,de ver pessoas e nada ,pra mim o melhor é ficar sozinha tenho medo de ver pessoas,fui ao medico e ele me deu a carta para afastamento pelo inss,amanha farei uma pericia estou com muito medo de der indeferido pois tenho pavor de pensar que terei que ver pessoas,estou com dois laudos medicos o do meu GO com o cid F32.0 e O20.0 e o do meu neuro com F33.2 e O.26 ,será que vou conseguir me afastar.aguardo.

  31. Boa Tarde

    Fui a uma consulta do medico do Sus e este me deu Cid f20.9,Cid 32.3 e Cid 31.9.
    Faço tratamento na Saude Mental aqui da minha cidade pois este falou embassado em laudos .
    Ate de internaçao minha em hospital psquiatrico.
    Alguns destes Cids pode ser de doença ocupacional.
    A minha medica psquiatra falou que meu tratamento e talves para vida toda .
    Por favor oq vcs me aconselham neste caso.

  32. tenho manias de lipesa,e de cumprir o horarios de alimentaçoes rigorosamente.nao tenho paciencia ,me irrito facil,sofro de insonia severa,nao tenho apetites detesto comer,tenho pensamentos que nao consigo me libertar,medo de tudo e de pessoas desconhecidas.nao sou tolerante,sou hipertensa.e e muito brava com as pessoas que nao me entende.choro muito perdir a alegria total com tudo e vontade de sair de casa nao acho graça em nada nao me encanto com nada,nao sou feliz sou muito triste e solitaria será que estou doente?tenho um filho em tratamento psiquistria a 2 anos ele tem 36 anos dependente total de mim e ainda trabalho como cuidadora de idosos já no0 limite e ai?pode me responder. MRV

  33. Maria, não posso lhe dar diagnóstico pela internet… seria irresponsabilidade de minha parte, mas a sua descrição deixa claro que muita, muita coisa está errada e pedindo atenção e mudança interior e exterior. Acho que vc precisa procurar ajuda presencial, se consultar com um psicólogo. Na verdade, eu acho q vc já sabe disso… então vá em frente, cuide-se. Todos vão ganhar com isso, principalmente vc. Abraço.

  34. minha esposa esta fazendo tratamento desde 2014 seu cid era f20.0 passou 32.3 eos remedios aumentaram para mim não mudou nada continua agressiva as vezes que falar mas fica artapalhada naõ conseque e fica nervosa,qualquer coisa briga ,fica com raiva ,meu medo e eles derem alta para ela machucar alquem por que na hora que esta nervosa sai de baixo,o laudo foi trocado porque trocou de medico na 1consulta falou que esta bem e deu esse laudo 32.3 que esse não e grave queria u ele ficasse com ela na hora que o negocio fica feio ,como tem gente atraz de mim ,esquece panela no fogoetc… quria saber qual e adiferença deses laudos obrigada

    • Então, Raimundo, F20 é a classificação diagnóstica de esquizofrenia. E F32.3 é Episódio depressivo grave com sintomas psicóticos. São transtornos parecidos, porque nos dois casos estão presentes as alucinações e/ou os delírios. A medicação para um pode não ser eficaz para outro. Se o médico errar no diagnóstico, vai errar tb no remédio e na dosagem. Se vc não percebeu melhora ao haver mudança da medicação e se, ao contrário, vc percebe que ela piorou, deve voltar ao psiquiatra que a medicou ou ir a outro profissional da psiquiatria. É difícil mesmo acertar medicação e dosagem porque cada organismo é único e as reações podem ser diferentes. Bom, além disso, independentemente de qual seja a o orientação religiosa de vcs, eu lhes aconselho a buscarem ajuda também espiritual, buscando tratamento para a alma. Esse tema é muito complexo para explicar aqui, mas acredite: se bem não fizer, mal não há de fazer, certo? E havendo fé e respeito pelo numinoso (Deus ou o nome que vcs derem), há de funcionar. Boa sorte. Abraço.

  35. O medico de meu irmão deu o cid 10 f20 f29 f 31.5, estou preocupada ele ta todo baratinado e disse que nao quer se encostar ,ele já me agredi-o ,quebrou uma televisão ,sai na rua sem saber para onde esta indo ,ve gente encima do telhado…….me ajudem
    por favor

    • Seu irmão precisa tomar a medicação prescrita corretamente e continuar co o acompanhamento médico-psiquiátrico. Se a família e o paciente forem religiosos, é aconselhável associar a medicação psiquiátrica a um tratamento espiritual em instituição séria – de qualquer corrente religiosa.

  36. Ola o meu psiquiatra me atestou com f29 fiquei com duvidas tipo essa doença é grave tem cura tomo varios remedios tenho medo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s