TDAH: transtorno dos hiperativos

Crianças ou adultos com TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade) são inteligentes, criativos e intuitivos, mas não conseguem aproveitar o grande potencial que têm devido ao transtorno, que tem três características principais: desatenção, impulsividade e hiperatividade. Essas pessoas em geral têm dificuldade para assistir a uma palestra, ler um livro ou fazer qualquer outra atividade que exija concentração; os pensamentos estão sempre querendo “voar”. É comum cometerem erros por falta de atenção a detalhes ou por fazerem várias coisas simultaneamente; projetos e tarefas costumam ficar incompletos. Para ler mais sobre esse transtorno, sugiro uma navegada pelo site Universo TDHA, clicando AQUI. Mas cuidado com diagnósticos errados: por desconhecimento do transtorno, muitos profissionais da área de saúde acabam tratando inadequadamente o caso, não raro prescrevendo medicação desnecessária. Procure profissional qualificado; peça indicação a psicólogos ou psiquiatras de sua confiança; leia; se informe e acompanhe os resultados das intervenções.

Anúncios

83 comentários sobre “TDAH: transtorno dos hiperativos

  1. Gostaria de uma indicação de um profissional competente e sério na área de TDHA em Belo Horizonte, pois creio que meu filho com 27 anos encontra-se com esse tipo de transtorno. Agradeço desde já a atençao

  2. tenho um menino de nove anos que tem tdah muito interligente que esta me dado trabalho na escola onde estuda os professores nao estou sabendo lheda com ele me chamao na escola quase que dos os dia pior que ele estuda em escola particular o que devo faze ele toma ritalina

  3. Oi, Leila.É aconselhável voce buscar ajuda de um especialista. O Conselho Regional de Psicologia do seu estado pode lhe orientar como chegar em um bom profissional(voce consegue o telefone do CRP na lista ou na internet). Outro caminho, caso vc tenha limitaçóes financeiras, é procurar um centro de formaçáo de psicólogos de qualquer universidade, pública ou particular (onde haja curso de Psicologia). Nesses locais, o valor cobrado é apenas simbólico e os formandos atendem com a supervisáo de profissionais experientes. Boa sorte,
    Carmelita

  4. Tenho um neto de 9anos que mora comigo e tem T.D.H.A. sofro muitas indagações porque ele toma Ritalina 10mg gostaria de saber mais sobre o problema e quanto tempo ela deverá tomar esse remédio? será que não terá problemas pelo uso ou não deste remédio? Tenho limitações financeiras. será que ele precisa de acompanhamento de um psicologo? agradço e aguardo resposta.

  5. Oi, gostaria de obter materias,como livros artigos e resumos q tratem desse transtorno. Vc pode me ajudar?
    Estou fazendo um projeto sobre o TDH, que a principio tem objetivos apenas de esclarecimento sobre o assunto, mas que futuramente pode se tornar um projeto de atuação multiprofissional dentro da escola.
    Agradeço e aguardo resposta.

  6. meu filho é hiperativo é dificil lidar com ele gostaria que me enviase dicas para lidar com ele obrigada

  7. Sou hiperativa e como sofro com este transtorno. Acabei de escrever um post sobre a dificuldade de terminar o que começo.
    Adorei conhecer o seu espaço. Vou citar vc no meu blog.

  8. tenho um filho de 6 anos com tdah, ele e tratado pelo neuropediatra de bh dr. cesar marcondes, ja tomou ritalina e agora esta tomando desipramina como teste, nao sei mais o que fazer, ha 5 semanas ja toma este novo medicamento e a escola tem reclamado muito que seu comportamento piorou, tenho medo de nao existir um lugar para meu filho, nen escolas enen amigos o que fazer . gostaria de poder comunicar com pessoas na mesma situacao .

    • estou com o mesmo problema…fiz, eletro, e tmbém ressonancia, ainda não tenho resultados, mas ele vai tomar medicação, porém a escola não espera e me atormenta para tira-lo do integral…( escola publica ) vejo preconcito e pretendo brigar muito pelos direitos dele!

      • Fique calma, as pessoas realmente tem muito preconceito cuidado com este tanto de medicação as vezes um pisicólogo pode te ajudar bastante.Minha filha tem melhorado bastante com a ajuda de Deus eu tenho feito grupo de oração neste sentido e ela tem melhorado muito e as pessoas ao redor estão notando, e isto sem remédio e sem pisicólogo.Que Deus te abençóe

  9. Meu filho de 11 anos, n consegue se concetrar, esuqçe tudo, nas provas se sai muito mal pois n consegue ler todo enunciado. Gostaria de um medico aqui no RJ especializado nesse transtorno. Obrigada. Denise

  10. com vivi com esta patologia ,toda minha vida estou com 47 amos so agora sei o que munca consegui explicar para as outras pessoal ! e triste ,mas conseguindo vencer as barreieas com infornaçoes e terrapias espirituais ! que deus ABENÇOE SEU TRABALHO !

  11. tenho um filho de 2 anos que convive com TDHA, gostaria de saber como lidar com isso perante os familiares e amigos que olham ele como uma criança “diferente” e nem sempre é bem vindo.
    Tenho tbm medo de coloca-lo em uma escola e de prepara-lo para o mundo, quero super proteger e sei q estou prejudicando pois o maior preconceito vem de mim mesma.
    ajudem-me por favor
    Elo

  12. É uma situação delicada; difícil orientar sem conhecer as contingências e todo o contexto envolvido, Elo. Busque apoio de profissionais de psicologia, que irão dar suporte ao seu filho e a você. Crianças, principalmente nessa idade, precisam muito sentirem-se acolhidas, protegidas e amadas. Também é importante levá-lo a um neuropediatra, que encaminhará para exames específicos e irá avaliar se ele precisa de medicamentos. Mas o ideal é ouvir também um psicoterapeuta (que, via de regra, são mais cautelosos quanto aos remédios).Particularmente, não posso ir além disso numa mensagem via net. Se você morar em Brasília, estou às ordens para uma conversa no meu consultório.
    Desejo-lhe boa sorte e firmeza no propósito de educar bem seu filho.
    Um abraço,
    Carmelita

  13. gostaria que me envia-me teste avaliativo pois meu toma ritalina há 6 meses mas de 2 semanas para ele teve uma recaída e eu voltei a estaca zero o que devo fazer?

  14. Olá, Adriana!
    Entendo sua aflição, mas eu seria irresponsável se lhe dissesse para conduzir problema tão delicadopor meio de sugestão ou teste via internet. Você precisa fazer acompanhamento do caso do seu filho com especialistas. Leve seu filho a um (uma) neuropediatra e em seguida a um (uma) psicólogo (a).
    As “recaídas” são comuns; não se aflija. Algumas crianças não respondem bem ao uso da Ritalina (em muitas não faz efeito e em outras, os efeitos colaterais são maiores do que os benefícios); cada caso é um caso diferente e precisa ser verificado por profissionais treinados.
    Alterações na rotina da criança ou situações problemáticas na família e/ou na escola afetam quem temo Distúrbio de Atenção e da Hiperatividade. As crianças com essa diferença comportamental precisam muito sentir segurança, confiar que são protegidas e amadas, ter a auto-estima reforçada e não serem consideradas “bichos de outro mundo” porque na verdade são crianças maravilhosas, criativas, inteligentes e detentoras de muitas qualidades.
    Busque orientação de profissionais da sua cidade. Se não puder pagar psicoterapia, recorra a centros de formação de psicologia das faculdades, tantos as públicas quanto as particulares. Se puder pagar, priorize o bem-estar e o desenvolvimento saudável do seu filho.
    Boa sorte,
    um abraço,
    Carmelita

  15. Tanho um filho de 6 anos e ele tem tdha, toma Ritalina e tb tenho duvidas de quanto tempo ele irá tomar esse medicamento!As vezes acho q o remedio ñ faz efeito , por que ele tem dias q fica muito agitado e ñ sei como agir tento ser rigida (pulso forte)mais temo está prejudicando em vez de ajuda-lo. Ele está com acompanhamento psicologico, só q aindab estou um pouco perdida. como posso proceder?
    Um abraço!

  16. Ana Carla, crianças com TDAH precisam de limtes porque elas têm uma dificuldade natural de conter impulsos.Mas é preciso dosar bem o que vc chama de rigidez. Afeto, carinho, acolhimento, proteção – AMOR – são muito eficientes. Quanto ao remédio, o tempo de uso varia de caso para caso, mas é preciso “dar férias” do remédio, fazer interrupções no uso dele de tempos em tempos, preferencialmente no período de férias escolares. Que bom que ele está tendo acompanhamento psicológico! A psicoterapia ajuda muito, principalmente na recuperação de perdas psicológicas decorrentes do fato de ele ser “diferente”.Certamente seu filho deve ser uma criança adorável, criativa, inteligente, mas ele precisa de alguém ensinando a ele coisas que outras crianças aprendem sozinhas, coisas como as etapas de execução de tarefas, descobrir o que ele deve e o que não deve fazer, se organizar interna e externamente. Os resultados positivos certamente existem, mas não são imediatos e às vezes são pouco percebidos externamente. Persita em mantê-lo no atendimento psicoterápico e dê a ele o máximo de acolhimento e atenção que puder, vc e as demais pessoas da família e da escola. O reforço da auto-estima é outro aspecto IMPORTANTÍSSIMO! Se vc morar em Brasília, pode me ligar e poderemos conversar pessoalmente.
    Um abraço,
    Carmelita

  17. Alô, tenho um filho de 33 anos, hiperativo quando criança, mas que não recebeu tratamento adequado, pois não tinha condições para tanto. Hoje após ver um programa na TV descobri que todo o seu problema, pode ser TDAH, pois tem baixa auto-estima, age por impulso, não termina o que começa, não se relaciona bem, apesar de ser inteligente, já passou em vários concursos, e escrevendo artigos técnicos para se aprimorar.
    Preciso de ajuda, ele sofre muito com isso. Sou de Brasilia, se Carmelita puder me dar seu telefone. Grata a todos
    Wilma

  18. oi! estou desesperada não consigo ficar em emprego algum,auto estima nem sei mais o que é isso! moro em bsb não sei onde encontrar um especialista preciso de ajuda urgente!!
    vc conhece algum……

  19. Olá, tenho uma sobrinha de 21 anos que sofre com TDAH, não consegue ficar em nenhum emprego por apresentar dificuldades de concentração e esquecer tarefas a serem feitas. Preciso de ajuda, ela sofre demais e está com problemas de auto-estima. Necessito de seu telefone para contato. Obrigada. Edileuza

  20. Olá, meu filho tem TDHA e TOD(Transtorno de Oposição e Desafio), faz tratamento com um médico há 3 anos. Minha preocupação é com a medicação, meu filho toma: risperdal, valproato de sódio e ritalina 2 vezes no dia e eu não vejo resultado,as vezes acho que vou enlouquecer com as coisas que o meu filho de apenas 6 anos faz. Procurei ajuda com uma piscóloga, comecei e estou aguardando. Será que estou no caminho certo? e essa medicação toda? me ajuda?

  21. Olá, Jeanne. Desculpe-me pela demora em responder-lhe: contingências da vida.
    Mensagens como a sua me fazem enxergar as limitações da tecnologia, que a um só tempo aproxima as pessoas de diferentes localidades, mas também nos faz ver que certas coisas ainda exigem proximidade real, e não apenas virtual. Assim, apesar de perceber a sua angústia, talvez naõ possa lhe ajudar muito. Não posso opinar sobre a prescrição médica: cada caso é um caso e exige avaliação clínica meticulosa, detalhada. O que aconselho sempre em situações semelhantes é que a pessoa procure a confirmação tanto do diagnóstico quanto da prescrição dos remédios com outro especialista. Ou seja, vá a outro médico (antes, tente obter indicação de pessoas amigas, se for possível). Quanto ao acompanhamento psicológico, é de fundamental importância para corrigir as perdas psicológicas e erros de compreensão e elaboração das vivências por parte da criança, entre outros ganhos. Os resultados vc verá com o tempo, mas é preciso paciência e confiança.
    Se morar em Brasília, poderemos conversar pessoalmente.
    Um abraço,
    Carmelita

  22. oi carmelita ,sofro muito com meu filho de 10 anos ,ele é hiperativo e tem crises convulsivas toma remédio controlado ,acabei criando meu filho numa bolha devido as crises não deixava com ninguem,evitava de sair com ele pelo fato das pessoas olharem e falrem comigo sofro muito com isso ,ele trata com neuro mais não tenho ajuda nenhuma dele por esse motivo não fica em escola as pessoas falam não dar conta dele hoje com 10 anos vai para uma escola para aprender a ler pois não sabe passou por psícologos terapeutas e nada tenho de ajuda eles falam que ele pode ir para uma escola normal ,mais quem convive com ele vê que o gabriel age como tivesse 5 anos não sei se foi pelo fato deu acolher tanto ele ficar preso que ele está assim ,ele é muito sabio grava tudo ama musica e por incrivel que parece sem saber ler so canta em ingles é claro que não é perfeito né ! agora de uns 4 anos pra cá tenho sentido coisas terríveis sei que é pânico meu cabelo caiu todo vvo exclusivamente para meu fliho tenho que fazer alguma coisa estou sem força para ajudar tenho medo da escola aliás de tudo que está ligado a ele não pooso deixar meu filho sem viver !!! obrigada janaina

  23. Carmelita, fiquei curioso sobre o DTH, ao ver uma reportagem no programa SEM SENSURA hoje 17-04-09

    tenho 37 anos, e vendo o especialista falar sobre os sintomas, acho que me identifiquei bastante

    hoje com 37 anos, nunca me relacionei amorosamente “estavelmente” com ninguém por mais que 1 mes

    tenho um medo terrível de iniciar projetos, sem ficar protelando-os o máximo possível , tenho crises de mudança de humor , que me tornam uma pessoa difícil de ser aceita, pois para não deixar transparecer as quedas, eu sempre procuro fugir do convivio ou presença (sejam de familiares e ou amigos), isso se resume em nunca participar das atividades familiares ou reuniões. A minha baixa estima, me tornou uma pessoa com mania de não aceitação, em qualquer lugar que eu frequente (faculdade,lojas ou passeios, por exemplo), ou seja locais que as pessoas não me conhecem

    enfim há mais vários traços que me levaram a concluir tal diagnóstico ….. gostaria de saber se há algum LIVRO bem completo sobre o assunto GRATO

  24. Olá, Valdir. Pelo seu relato não me parece que seu caso seja de TDAH, ainda que vc apresente traços de hiperatividade (na sua visão). Sugiro que você converse com um profissional de psicoterapia para compreender sua dinâmica comportamental e as “forças psíquicas” que estão por trás das suas dificuldades. O autodiagnóstico não é o melhor caminho, mesmo sem duvidar de sua capacidade intelectual.É que o psiquismo humano tem “artimanhas”, defesas, enfim, manifestações que podem driblar a percepção racional. Quanto à indicação de livros, clique no seguinte link http://www.submarino.com.br/busca?q=TDAH&dep=%21%21 e vc encontrará várias opções.
    Um abraço,

    P.S: Se vc morar no DF, marque uma hora em meu consultório (sem compromisso e sem ônus) e talvez eu possa lhe orientar melhor. Fone: 61 9972-6076.

  25. Carmelita, tenho um filho de 5 anos que está me dando muito trabalho na escola, no futebol e na natação. Em todas essas atividades os professores reclamam da falta de atenção, de não obedever, fingir de surdo e vive batendo nos colegas. Essa agressividade que mais me incomoda. Já o levei a 2 psicólogos que me disseram não ser o caso de TDAH e que a escola não está sabendo lidar com ele. Ainda tenho dúvidas e gostaria de levá-lo a um profissional especializado nesse assunto. Sou de Brasília. Obrigada, Luciana.

    • Oi, Luciana! Me ligue (9972-6076) e marcamos uma hora para conversamos pessoalmente.Se puder, tenho um horrio vazio na sexta-feira, s 15 horas. Mas confirme se puder ir, OK? Abrao, Carmelita

  26. oi sou roseno rodrigues moro no jardim sampaio nomero 05 itapecerica da serra tenho um finho que iperativos ja tem 11 anos mais ou menos estamos presisando muito de vcs não temos mais votade de viver por casa dele ja procuremos tudo não escontramos solusão presisãmos muito de vcs em nome de jesus cristo vem nos socorrer esperamos vcs em casa se quiser ligar alguem vou dar o telefone 46666689 procurar a rosilene ou roseno o nome do meu finho e michael por fafor é urgente não temos comdisão nenhuma financera mais temos covenio da medicar saude e um apelo nos ajude quem ler esse imeio que jesus possa tocar no coração e nos resgatar é um apelo estaremos esperando e uma ermengencia estamos sendo umilhados por eles e por todos que nos creticão temos muito muitos mesmo para comversar fique com jesus e maria e josé obrigado roseno rodrigues da silva

    • Oi, Rosendo. Sua mensagem deixou-me profundamente tocada. No entanto, pessoalmente não tenho condições de lhe ajudar muito já que estamos geograficamente distantes: eu moro em Brasília. Mesmo assim,na tentiva de lhe ajudar, encaminhei seu pedido de socorro ao Conselho Regional de São Paulo e acredito que alguém de lá irá fazer contato com você. Caso isso demore muito a acontecer, você próprio pode entar em contato com eles. Abaixo estão endereço e telefone. Conselho Regional de Psicologia 6ª Região – CRP SP Rua Arruda Alvim, 89 – Jd. América – 05410 020 – São Paulo/SP Tel.: 11 3061 9494 fax.: 11 3061 0306

      Procure o CRP/SP; eles podem lhe indicar um profissional para atender seu filho.

      Outro caminho que lhe indico é procurar uma universidade ou faculdade que tenha curso de psicologia. Eles têm centros de formação de psicólogos que atendem por preços simbólicos. Boa sorte, abraço, Carmelita

  27. Oi, Rosendo.
    Sua mensagem deixou-me profundamente tocada. No entanto, pessoalmente não tenho condições de lhe ajudar muito já que estamos geograficamente distantes: eu moro em Brasília. Mesmo assim,na tentiva de lhe ajudar, encaminhei seu pedido de socorro ao Conselho Regional de São Paulo e acredito que alguém de lá irá fazer contato com você. Caso isso demore muito a acontecer, você próprio pode entar em contato com eles.
    Abaixo estão endereço e telefone.
    Conselho Regional de Psicologia 6ª Região – CRP SP
    Rua Arruda Alvim, 89 – Jd. América – 05410 020 – São Paulo/SP
    Tel.: 11 3061 9494 fax.: 11 3061 0306

    Procure o CRP/SP; eles podem lhe indicar um profissional para atender seu filho.

    Outro caminho que lhe indico é procurar uma universidade ou faculdade que tenha curso de psicologia. Eles têm centros de formação de psicólogos que atendem por preços simbólicos.
    Boa sorte,
    abraço,
    Carmelita

  28. Carmelita, meu nome é Rayane tenho 21 anos, e desde que me entendo por gente tenho os sintomas de um TDAH.. procurei ajuda psicologica desde cedo, mas nunca recebi o diagnostico ate que abandonei os estudos e tantas outras coisas. No meio deste ano resolvi retomar as coisas recebi o diagnostico de TDAH. Só que o meu neurologista so trata crianças e estou procurando um medico que possa dar continuidade ao meu tratamento, o que ele me indicou não trata do assunto, e a maioria dos medicos que procuro nem sabe o que é TDAH. Gostaria de saber se você conhece algum neuro ou psiquiatra que trate de TDAH no DF??
    Desde já agradeço

  29. Olá Carmelita. Gostaria de saber como é feito o diagnostico do paciente tdah. Somente a história clínica é o bastante para um diagnóstico seguro? Outra dúvida é se transtornos alimentares podem estar associados a esse problema.

  30. Boa tarde Carmelita,

    Minha filha Maria Luiza fez 7 anos no dia 14 p.p. e desde pequena eu e minha esposa notamos que o comportamento dela não era normal. Ela tem ecolalia e algum transtorno não identificado que impede que se desenvolva intelectualmente como as demais crianças da mesma idade. Faz tratamento psico e fonoaudiológico há um ano mas à meu sentir não evoluiu. Continua sem falar frases, não faz amizades na creche/escola, embora brinque com as outras crianças. Já levamos a neuros fez exames (BERA; etc.) mas não tem diagnóstico. Eu e minha esposa sabemos que o problema dela é muito sério e que muito provavelmente ela não terá uma vida adulta independente, mas a amamos muito e só queremos o melhor para ela. Poderia ajudá-la?

    Grato,

    frcavalcante

  31. oi!bom dia! tenho 20 anos sou completamente louca com o assunto tdah,dda addh … tudo que se diz sobre deficit de atenção… queria muito fazer psicologia por esse fatodo gostar de tdah infelismente nao tenho condiçoes tdos os dia paro e penso: as crianças que sofrem de tdah sempre tem em mente nem sempre querer ´poder… claro que se ela pudesse agir diferente ela iria agir…
    queria muito ver uma palestra sua sera que é possivel? moro em contagem e mesmo sem fazer faculdade sei muito sobre o assunto tenho milhares de reportagem e cadernos escritos sobre o assunto.
    eu pesquiso todos os dia sobre o assunto porque eu gosto e ainda vou fazer faculdade e me especializar.
    estou para lhe pedir que deixe eu assistir uma paletra sua seja onde for . obrigado.

  32. Gostaria de saber se uma criança que tem atraso neuropsicomotor,pode ser diagnosticado com o TDAH,pois ele não concentra em suas atividades e é extremamente inquieto,tem uma percepção visual ótima,sua memória é fotográfica.Está com 9 anos e monta quebra cabeça muito bem mas na escola não vai bem.

    • Pode ser, mas no necessariamente. E tambm no necessariamente o TDAH causa do atraso, que pode ser algo de origem congnita. Sugiro que vc no se preocupe tanto com os diagnsticos nem com a origem das dificuldades do seu filho. Foque mais no que vc e a escola podem fazer para ajud-lo a ser feliz do jeito que ele . As crianas no precisam aprender ou caminhar no mesmo ritmo; cada uma uma individualidade parte, com potencialidades, habilidades diferentes. Conheo muitos casos de crianas com dificuldade na escola, por hiperatividade e/ou falta de concentrao, que tm essas caractersticas agravadas pela falta de preparo dos professores e dos pais. Converse com aprofesssora dele, verifique se est faltando pacincia com o jeito diferente de ele ser (diferente, mas certamente to maravilhoso quanto as demais crianas). Ajude-o a descobrir em que ele pode compensar as diferenas, faa-o perceber que ele no vale menos nem incapaz – apenas tem habilidades e potencialidades diferentes. Se puder, pague acompanhamento psicolgico ou psicopedaggico para ele compensar as “perdas psicolgicas” decorrentes mais dos erros dos adultos ao lidar com ele do que propriamente incapacidades dele. Mas se optar por um psicopedagogo, tem que ser algum experiente em prtica clnica – no apenas algum de formao meramente terica. J vi resultados fantsticos a partir do bom trabalho tanto de psiclogos clnicos quanto de psicopedagogos especializados. Boa sorte . E uma ltima observao: afeto remdio dos mais eficazes nesses casos – compensa as incompreenses e falta de tato da maioria das pessoas que cruzam o caminho dele – todos uns idiotas acostumados mesmice e ao que genrico. Seu filho um ser especial e deve ser frequentemente lembrado disso.

  33. Olá Carmelita! Moro em Brasília e tenho uma filha de 03 aninhos que se enquadra em muitas características de quem tem TDAH – ela é muito inquieta, tem dificuldades de atender às regras, até andar na rua com ela é complicado! … Isso me aborrecia muito, pois não tinha paciência (em decorrência do escasso tempo) para lhe dar atenção ou esperar que ela obedecesse. Hoje tenho me controlado mais e dado melhor atenção a minha filha, até parei de trabalhar, mas a situação não pode continuar! Sou mãe solteira, moro só com ela e tuuudo só sobra pra mim no fim das contas. Isso tem me estressado, pra ser franca. Mas acima de tudo amo muito a minha pequena, mas quero ter mais prazer em ficar com ela. Quero proporcionar a ela uma situação melhor para que ela possa conviver com seu problema e ter uma vida normal, pois apesar de ter dificuldade nos relacionamentos, ser inquieta, impulsiva e irritada, é uma criança que vai de 0 a 100 em segundos: ao mesmo tempo um amor de criança, doce, amorosa e extremamente inteligente!! Desde os 2 aninhos já sabia desbloquear os 4 dígitos de um iPhone, entre outras coisas que desenvolve muito bem na escola.
    Como posso fazer para agendar uma consulta? Como fazer um diagnóstico do problema??

    • Oi, Morgana. Todo diagnstico nesses casos exige anlise clnica, isto , observao da pessoa no contexto de consultrio. Existem alguns exames especficos para diagnosticar TDAH, mas eles devem ser complementares e nunca substituir a anlise clnica, sob risco de se cometer erros de generalisaes.

      Marque uma consulta ligando no telefone 9972-6076, inicialmente apenas com voc. S num segundo encontro precisar levar sua filhota.

      Abrao,

    • Complementando resposta anterior… Obviamente se voc precisar levar a criana j na primeira consulta, por no ter com quem deix-la, poder lev-la, claro.

      Att.

      Em 17 de agosto de 2010 11:10, Carmelita Rodrigues escreveu:

      > Oi, Morgana. Todo diagnstico nesses casos exige anlise clnica, isto , > observao da pessoa no contexto de consultrio. Existem alguns exames > especficos para diagnosticar TDAH, mas eles devem ser complementares e > nunca substituir a anlise clnica, sob risco de se cometer erros de > generalisaes. > > Marque uma consulta ligando no telefone 9972-6076, inicialmente apenas com > voc. S num segundo encontro precisar levar sua filhota. > > Abrao, > >

  34. gostaria de saber se devo proucurar um medico e que tipo,mais endicado para o meu filho pois ele tem mudanças de temperamento muito facil e nao consengue se controlar quer agredir as pessoas ,me ajudem

    • Comece levando-o a um psiclogo especializado em atendimento com crianas e pea a esse profissional para avaliar se ele precisa ir tambm a um neurologista. Este ser importante caso haja alteraes de ordem orgnica.

  35. Oi tnho 32 anos tenho um filho de 6 anos e desde de um ano e meio de idade percebi que o meu filho tinha um comportamento estranho, com o passar do tempo fui vendo que meu filho tinha um problema era muito inquieto. FUI NO PEDIATRA COM MEU FILHO e a pediatra obcervou que ele poderia ser Hiperativo(ISSO GUANDO ELE TINHA 2 ANOS E UM MES) a pediatra encamiou meu filho pro Neuropediatra fui com meu filho logo de cara o Neuro falou concertesa ele é Hiperativo fiquei muito triste. O neuro pediu pra fazer eletroecefalograma resonacia e outros… ñ deu nada nos exames.SOFRO MUITO COM O MEU FILHO E O PRECOCEITO DAS PESSOAS. E NA ESCOLA RECEBI VARIAS RECLAMAÇÕES QUE ELE Ñ PARA;ELE FALA QUE Ñ É CAPAZ DE FAZER AS ATIVIDADES E EU SEMPRE LÓGICO INCENTIVANDO ELE DIZENDO QUE ELE É SIM CAPAZ; ELE AINDA ESTÁ NA CRECHE ANO QUE VEM 2011 VAI COMEÇAR A ESTUDAR, TO MUITO PREOCUPADA. JA LEVEI ELE PRA FAZER PSICOTERAPIA VI QUE REALMENTE LA NA CLINICA Ñ TINHA COMO CONTINUA LEVANDO ELE PQ Ñ PARAVA GRITAVA, BRINCANDO E Ñ FICAVA NA SALA AI PAREI O TRATAMENTO COM A PSICOLOCA. ELE AGORA TA TENDO DIFICULDADES PRA FALA FICA PENÇANDO TENTANDO FALA E Ñ FALAr ELE FICA PUTO POR Ñ COSEGUIR FALAR ACHO QUE ESTAR SE AGRAVANDO A HIPERATIVIDADE. ELE TOMA UM REMEDIO RISPERIDONA TAVA MELHOZINHO MAS VOU PARA DE DA O REMEDIO E VOU NO NEURO VER OUTRO REMEDIO PQ SEM REMEDIO Ñ DA PRA AQUENTA INFELIZMENTE, E PRA PIORAR A SITUAÇÃO LENDO SEMPRE SOBRE O PROBLEMA DE TDAH TENHO QUASE CERTESA QUE TENHO HIPERATIVIDADE AGORA TO PROCURANDO UM NEURO PRA ELE E PRA MIM PRA VER SE EU TAMBEM SOU HIPERATIVA, QUANDO FUI NO MEDICO A PRIMEIRA VEZ PARA FALA SOBRE ELE O NEURO PERGUNTOU SE EU E O PAI TINHA TDAH ATÉ ENTÃO Ñ SABIA. FALEI QUE ERA MUITO ANSIOSA MAS AGORA TENHO ESSA SUSPEITA. FUI MUITO RUIN NA ESCOLA Ñ TINHA A PACIENCIA DE ESTUDAR; NORMALMENTE Ñ ACABO O QUE COMEÇO TO FAZENDO PSICOTERAPIA FAZ MAIS DE UM ANO TAMBEM TRABALHANDO A MINHA ALTO-ESTIMA Ñ AGREDITO MUITO EM MIM, TENHO PROBLEMAS PRA DORMI. MEU FILHO ATÉ AGORA DORME BEM.! DR. ME PREOCUPO COM ELE E COMIGO TAMBEM PQ ATE ENTÃO SO ME TRATO DE ANCIEDADE E DEPOIS DE TANTO LER SOBRE HIPERATIVIDADE VEJO QUE POSSO TER MAS TDA E UM POUCO DE HIPERATIVIDDADE. MORO EM SP CENTRO TENHO PLANO DE SAUDE( DIX SAUDE)
    MAIS ATÉ AGORA Ñ ENCONTREI UM NEURO BOM PRA CUIDA DO MEU FILHO AQUI EM SP.SEI QUE VC MORA EM BRASILIA QUERIA MUITO TA AI OU VC AQUI RSRRS MAS ISSO Ñ É POSSIVEL O QUE QUERO SABER É SE VC CONHECE ALGUM PROFICIONAL FALO PSICOLOCO E NEURO AQUI EM SP QUE PUDESE AJUDAR MEU FILHO E TAMBEM PRA MIM TIRAR A DUVIDA SE EU SOU TAMBEM HIPERATIVA. Sofro muito com dificuldade de dormi e outros sitomas que são os sitomas que eu li sobre TDAE UM POUCO DE HIPERATIVIDADE POR FAVOR ME AJUDE OBG.

    • Bom, Elayne, vamos por parte. Primeiro, acho estranho seu filho estar sendo medicado com Risperidona, que um antipsictico, um neurolptico, ou seja, um remdio para esquizofrenia, para pessoas que tm alucinaes – a menos que o mdico tenha entendido que seu filho tem esquizofrenia e no lhe contou. Pense um pouco: Ele diz ver coisas que ningum mais enxerga ou que ouve vozes ou se sente perseguido por seres invisveis? (isso seria alucinao). Em caso negativo, por que medic-lo com antipsictico? No sou psiquiatra, mas esses no so deuses e erram o diagnstico muitas vezes. Ento vejo que *voc est corretssima *em querer lev-lo a outro psiquiatra e em questionar se ele precisa mesmo de antipsictico ou se no seria mais adequado outro remdio.

      Pesquise sobre Ritalina e, se puder, pergunte ao mdico porque esse remdio no foi adotado no caso dele. Mas insito que a psicoterapia ser fundamental – aps os sintomas de agitao e/ou agressividade, se houver, serem amenizados. Transtornos como os que sofre seu filho causam muitas perdas psicolgicas que precisam ser compensadas e as sesses de terapia tero esse objetivo. fundamental que o (a) psiclogo (a) seja especializado (a) em atendimento com crianas. No basta ser psiclogo (a). Do contrrio, a pessoa no d conta da queixa do seu filho.

      Quanto a voc, possvel que vc tenha hiperatividade ou nvel alterado de ansiedade, mas isso no o fim do mundo, minha cara. Talvez um ansioltico lhe ajude muito, simultaneamente com sesses de psicoterapia tambm para voc. Posteriormente talvez at vc deixe de precisar dos remdios,mas inicialmente eles podem ser bem teis. Ento, marque uma consulta com um psiquiatra tambm para voc. Equilibrada, voc ter melhores condies de ajudar seu filho e de lidar com as aletraes dele.

      Entendo que algo difcil, principalmente quando se trata de nossos filhos. Mas no entre em desespero nem se deixe contaminar pelos preconceitos alheios, de gente que tem mais ideia erradas na cabea, conceitos distorcidos e do que conhecimentos. Crianas com TDAH tm as mesmas chances de serem produtivas e felizes do que as demais, desque que sejam bem orientadas,bem atendidas e tenham a autoestima e o autossuporte reforados. Seu filho certamente uma criana adorvel, apenas exige cuidados diferentes. Isso incomoda as pessoas, principalmente nas escolas – dada a falta de preparo da maioria dos professores, coordenadores pedaggicos e outros para lidar com crianas que fogem ao modelo padro de comportamento. Sempre foi e sempre ser assim, Elayne: as pessoas apreciam a mesmice e fogem dos desafios apresentados pelas ideias e comportamentos diferentes. Seu filho pode crescer e levar vida normal. Ajude-o com dedicao nessa fase, para que ele se torne um adulto pleno. Boa sorte, estou disposio, abrao, Carmelita

  36. Ola tenho uma filha de 6 meses e estou sofrendo pois ela é muita agitada,chora o tempo todo nunca esta satisfeita em nenhum lugar que estou com ela,seja em pé,sentada,deitada,quer sempre algo que não sei o que é…é assim desde o dia que nasceu chorava mais que todos os bebes da maternidade…ela estranha todo mundo só fica comigo e o pai…estou desesperada e nao tenho condiçoes de procurar um medico particular entao gostaria de um auxilio, saber se existe algum lugar em que possa trata-la sem ter que pagar, moro em contagem minas gerais.

  37. […] Estou ficando intrigada e preocupada: já faz alguns meses que a Síndrome do Cólon Irritável (também conhecida por SII, Síndrome do Intestino Irritável) é o assunto que mais atrai leitores para meu blog. E tenho recebido ligações de um número razoável de pessoas desejando fazer terapia com essa queixa. O post de título Síndrome do Cólon Irritável tem cura já é o mais lido. Antes, o campeão de acessos era um que fala de infidelidade masculina, Por que os homens traem? seguido de perto por outro: TDAH: transtorno dos Hiperativos. […]

  38. Carmelita, Gostaria de saber qual o medico que vc indica aqui no rj? Já existe cobertura pelos planos de saude? Minha filha esta com 12 anos e só vejo piora, ja fiz dois tratamentos com psicologo e ela me indicou terapeuta comportamental, mais não tenho nenhuma indicação se poder me ajudar pois não aguentamos mais o estress que gera os esquecimentos, a falta de compromissos as perdas e a lentidão para tudo, ela não consegue se organizar, já fiz de tudo, lista afixada em parede, agenda despertador, recompensa, trocas, incentivos , perdas do que mais gosta, nada adianta é o pior é que vejo que ela não responde a altura não porque não quer e sim porque não consegue, e aí ela se isola, eu e meu marido já até entramos em conflitos por causa desta situação quero ajudá-la mais não consigo, já estou tendo problemas de saude, pois é muito desgastante a nossa rotina. se poder me ajudar moro no RJ. um abraço obrigada

  39. No Rio conheço a psicoterapeuta junguiana Alessadra Sader, de Niterói. O telefone é 21 7669-0212. Se Niterói for longe pra vc, ligue e peça a ela uma indicação de alguém mais perto de vc. Também recomendo o Instituto de Psicologia Junguiana do Rio, em Copa. Contatos:
    Av. Nª Sra. de Copacabana, 1052, sala 1204
    Tel.: + 55 (21) 2247-2433 – Secretária Cintia, 2ª a 5ª feira, das 13 às 18 horas e 6ª feira das 8 às 18 horas.
    Email: institutojungrj@gmail.com
    BOA SORTE!
    Abraço,
    Carmelita

  40. MAIS UMA COISA Roberta: tenho dúvidas se a Terapia Comportamental isoladamente pode ajudar sua filha. Considero as técnicas dessa abordagem úteis em alguns casos, mas apenas se associadas a outros procedimentos.Minha restrição reside no fato de que o êxito no atendimentos às queixas de quem sofre com TDAH (se o diagnóstico da sua filha estiver correto)depende de um ponto crucial: A AFETIVIDADE, O ACOLHIMENTO AMOROSO. Crianças com essa queixa NECESSITAM se sentir aceitas e amadas. A moeda de negociação com elas é o amor fraterno e/ou maternal/paternal. Nenhuma outra coisa terá mais força para convencÊ-la a aderir às prescrições do processo médico ou terapêutico. Então, quem quer que seja o profissional que a atenda, terá que ser alguém MUITO AMOROSO, MUITO CARINHOSO, MUITO ATENCIOSO, MUITO COMPREENSIVO E COM INFINITA CAPACIDADE DE ACEITAR A CRIANÇA COM AS SUSCETIBILIDADES DELA E FAZÊ-LA ACREDITAR QUE É UMA CRIANÇA (no caso, pré-adolescente) COMO AS OUTRAS OU ATÉ MELHOR, MAIS CRIATIVA, MAIS PRODUTIVA, MAIS CATIVANTE, ETC.

  41. Meu filho de 12 anos tem tdah. Quero e vou ajudá-lo. Não tenho boas condições financeiras. Gostaria de saber onde procurar um tratamento gratuito em Belo Horizonte.

    Agradeço.

  42. Meu filho tem 5 anos, está com atraso na fala, me parece que é um atraso global.Ele andou aos 12 meses,vai ao banheiro normalente.Até o momento os médicos não tem diagnostico para o caso do meu filho,foi feito resonancia maginética, estudo dos cromossomos , o que foi encontrado no cérebro um pequeno cisto do lado esquerdo,´segundo os médicos , nada grave.
    Quando ele tenta falar,faz sons desconexos…liguelige,embola tudo, não dápra entender nada. Ele tbm não tem concentração.

  43. Não se como eu poderia lhe ajudar, Geiza. Se especialistas devidamente apoiados por aparelhagem de exames e podendo avaliar o quadro do seu filho pessoalmente não conseguem chegar a um diagnostico conclusivo, como eu – a distância – poderia?! Lamento. Apenas posso sugerir que vc o leve a um bom neuropediatra; que não desista de ajudá-lo, menos ainda de amá-lo (embora eu saiba q isso é impossível para as boas mães).Boa sorte, irmã.
    Abraço

  44. Minha filha tem 10 meses e desde que nasceu é super nervosa,levei ao neuropediatra e ele receitou maracugina e ela toma desde os 2 meses so assim ela melhorou …só que minha situação financeira não esta boa e gostria de saber se existe algum lugar em bh onde possa trata-la gratuitamente?

    • Infelizmente, não sei lhe responder isso, Roberta. Moro e trabalho em Brasília e não conheço a rede pública de saúde de BH. Tente obter essa informação com o Conselho Regional de BH (fone 3262-0091). Boa sorte.
      Carmelita

  45. Carmelita, boa noite.
    Tenho uma menina de 2 anos e 8 meses que é muito inquieta, se irrita facilmente. Não tenho certeza para afirmar que é TDH, pois ela é muto esperta, inteligente, sabe contar, conta estórias, sabe tudo, pergunta tudo.
    Moro em Brasilia e gostaria muito de indicações para neuropediatria.
    Tenho convênio BB SEGUROS DA QUALICORP há um mês. Já liguei para vários lugares, mas uns não atendem o convênio, outros só particular.
    Acho um absurdo ter que pagar consulta particular tendo plano de saude.
    Vc atende pelo meu convênio?
    ATT.

    • No, Adriana. No atendo por convnios.

      E sim, um absurdo ter que pagar por atendimentos pagando mensalidades de convnios. Mas a culpa no dos profissionais e sim, das operadoras de planos, que recebem mensalidades caras dos consumidores e se negam a repassar valores dignos a quem realiza o trabalho. E da ANS, que inoperante e conivente com os absurdos dos planos de sade. O neuropediatra que conheo cobra 300 reais pela consulta e no caso de sua filha ser necessrio mais do que uma consulta. Lamento.

      Att.

  46. Boa tarde meu nome é Robertaé meu filho já está sob apoio psicopedagógico, porém me foi pedido uma avaliação de um neuropediatra e o indicado pela psicopedagoga só tem horário para daqui há 2 meses, creio que precisamos de uma certa urgencia, meu filho tem 7 anos ,peço encarecidamente indicação de um copetente neuropediatra em BH .Desde já agradeço sua atenção

  47. Bom dia, Carmelita.

    Tenho um sobrinho de 11 anos que apresenta os sintomas de TDAH, mais precisamente quanto à parte de DA. Chegamos à essa conclusão(talvez precipitada)a partir da observação de uma professora. Poderia, por gentileza, antecipar por e-mail algumas dúvidas: valor da sua consulta? em apenas uma consulta é possível fazer o diagnóstico? se for diagnósticado esse problema, qual o tempo de duração do tratamento e valor total do tratamento? Muito obrigada.

    • Olá, Tia! Rs rs O preço das minhas sessões é de R$ 120,00 cada; é necessário pelo menos uma sessão por semana. E não, uma única sessão não dá condições de avaliação que leve ao diagnóstico. É preciso análise clínica acurada, sendo difícil generalizar e dizer em quantas sessões se chega ao diagnóstico, devido às suscetibilidades de cada indivíduo. Em média quatro atendimentos jã dão maior clareza do quadro. Mas a primeira consulta, necessariamente tem que ser feita apenas com a mãe ou o pai ou responsável pelo menor. É difíil prever o tempo de duração do processo terapêutico pelas mesmas razões citadas acima. Cada pessoa tem história de vida diferente, desenvolvimento diferente, dinâmica psicoemocional própria… enfim, cada caso é um caso. Quando a criança ou o adolescente têm acumuladas muitas “perdas psicolõgicas” é necessário tempo razoável para reconstruir a autoestima, fazer a reparentalização, esvaziar complexos, ressignificar e reelaborarexperiências traumáticas ou sentidas pelo indivíduo (inconscientemente ou não) como dolorosas . Em se tratando de crianças, isso é feito a partir de práticas e vivências lúdicas, o que exige que o profissional e a família respeitem o tempo da criança e não se preocupem com a duração do processo, mas sim com a reparação da dinâmica psicoemocional dela. Espero ter sido clara.

      Att. Carmelita

  48. Meu filho irá completar 8 anos em Dezembro.Só agora os médicos diagnosticaram que ele tem autismo.Por quê a demora em se diagnosticar o problema? Isso poderá prejudicar o dessenolvimento dele? Onde posso obter ajuda? É necessário informação e divulgação desse problema para que diminua o preconceito.

    • A situao j foi pior, Fernanda, no apenas em relao ao autismo, mas com os demais transtornos, inclusive Sndrome do Pnico. No sofra tanto com essa incompetncia humana; seria uma rebeldia em vo… o mais importante para ele, ao que parece, seu filho sempre teve: seu amor. O prejuzo est no tempo perdido em dar orientaes adequadas que iriam favorecer o desenvolvimento dele, mas AINDA D PRA RECUPERAR grande parte do prejuzo, talvez at todo. Agora q j entende melhor o caso de seu filho, procure instituies, profissionais especializadas, participe de eventos ligados ao assunto, informe-se o mximo possvel sobre o autismo para melhor lidar com ele. A internet um bom espao de pesquisa, inclusive para estabelecer contato com outras mes de autistas. Veja este site, por exemplo: http://www.autismo.com.br/index.php Mas h outros. Digite autismo no Google ou qualquer dvida relacinada a autismo que vc sempre encontrar algo. Algumas cidades at tm associaes de maes e pais de autista. Pesquise. Boa soerte, abrao

  49. Boa tarde,

    Gostaria de saber se existe tratamento para TDAH em adultos na rede pública de saúde em Brasília, não tenho como pagar o tratamento, estou sem plano de saúde. Pelo que andei lendo, parece mesmo que sofro deste mal, não consigo sequer ler uma materia de revista, quanto mais um livro, e as dificuldades não param por ai, notas baixas em provas, testes, vestiblular e concursos, esntre outros sintomas como baixa auto estima, atrasos e esquecimentos; estou quase pra perder o emprego. Sinto que preciso de ajuda.

  50. tenho sentido na pele tds esses relatos meu filho tem esse problema e parece nao ter soluçao,gostaria de uma orientaçao,ele tem por medico dr clay de arapongas(neuropsicopeditrico)

  51. ola Carmelita. tenho tido muitos problemas escolares com minha filha de 14 anos. As escolas atribuem todos os problemas a ela, n’ao se responsabilizando pela sua forma de abordar o conhecimento. Ela acaba de reprovar de novo, e sinceramente nao sei mais a que escola procurar, pois sao todas assim. moro em Brasilia, vc saberia me indicar uma escola um pouco mais preparada? Obrigada.

  52. meu filho tem TDAH diagnosticado aos 5 anos o primeiro medicamento foi neuleptil ,fazia ele durmir muito mas o deixava mais irritado durante o dia ,aos 6 anos comecou tomar risperidona ,eh visivel a mudanca melhorou muito mas, agora aos 8 anos ele esta desevolvendo mamas ,como ele eh meu primeiro filho tenho duvidas sobre se eh uma fase do menino ou efeito colateral ,fui buscar na internet e vi muitas descordancias sobre o uso deste medicamento nessas circunstancia e ate vi um caso de um menino q desenvolveu o problema das mamas e teve q fazer mastectomia por conta do uso deste remedio ,entao diante de todos esses medos sobre o uso deste remedio a minha pergunta eh …qual o tempo esperado para o remedio deixar de ser utilizado ? e se ha outros medicamentos naturais q tenha menos efeitos ou nenhum para este problema ? meu filho vai fazer tratamento para TDAH pro resto da vida ?

  53. tenho uma folha de 6 anos e a levei a pediatra, relatando seu comportamento a mesma me pediu um exame de tdah em uma clinica em Petrópolis RJ, liguei para me informar e me surpreendi com o valor do exame de r$ 1900,00 não tenho condições de pagar por este exame, a Senhora poderia me ajudar com o endereço de uma clinica q cobre menos ou um exame gratuito, existe?
    Agradeço a atenção!

  54. Tenho um filho de 7 anos com Tdha e nao estou gostando do procedimento da escola dele. Gostaria da indicação de alguma escola em Brasília que tenha compreensão do problema e um atendimento adequado. Agradeço a ajuda!

  55. Tenho um filho de 10 anos que tem TDAH e transtorno desafiador opositor que escolas vc me iindicaria em DF?

  56. Olá estou mudando para Brasília e gostaria de uma ajuda para escolha da escola para meus filhos de 8 e 11 anos que possuem TDAH. Obrigada e aguardo retorno pois estou muito preocupada pois não conheço ninguém …

  57. Oi Carmelita, sou mãe de um garotinho de 7 anos que acabou de ser diagnosticado com TDAH. estou meio perdida ainda em relação a muitas coisas.. queria indicação de escola e queria marcar uma hora pra conversamos…. meu email: erikaflavia@gmail.com

  58. Bom dia!

    Estou a procura de uma escola em Contagem MG que tenha preparo para criança com TDAH, tenho um filho de 6 anos que tem acompanhamento com psiquiatra, psicologo, fonoaudiologo e terapeuta. Caso alquem tenha alguma informação, pois ele estará indo para o primeiro ano.
    (Valeska)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s