Concurso dos Correios: novas provas serão em outubro

Os candidatos inscritos no concurso de Brasília para os Correios farão novas provas no dia 21 de outubro próximo. As anteriores, aplicadas pela Exatus no dia 22 de julho, foram anuladas após denúncias dos candidatos, que apontaram várias irregularidades, incluindo erros gramaticais e reutilização de questões de concursos anteriores. A aplicação dos testes objetivos e das redações estará novamente a cargo da  Exatus, que concordou em reiniciar a seleção sob pena de responder na Justiça por quebra de contrato. Para o cargo de Psicólogo Júnior não haverá prova de redação, como na etapa anulada. De acordo com nota oficial da ECT, os locais e horários de realização das provas serão divulgados “oportunamente” no Diário Oficial da União e no site dos Correios. Ou seja, ao que parece, desta vez não haverá cartinhas sendo enviadas aos candidatos informando local e horário de prova. Mas por que não? Por que os candidatos perderam o direito a receber essa informação em casa, mesmo com a falha tendo sido da Exatus? Ah, já sei: ficaria caro para Exatus, coitadinha!! Custo dobrado com postagem de milhares de correspondências… Quem mandou subestimar o nível dos candidatos? Agora quanto a entender o porquê de tanta tolerância por parte da ECT com essa empresa… Veja a nota oficial AQUI.

Manifestação de apoio à liberdade de escolha da orientação sexual em PE

O Instituto Papai, de Pernambuco, está colaborando com a divulgação da “6ª Parada da Diversidade de Pernambuco” e enviou informações do manifesto a este blog: será no dia 16 de setembro, a partir das 10 horas da manhã, na Av. Boa Viagem. Este ano o tema será “Amor entre iguais: eu respeito!” O local de concentração inicial será um palco montado ao lado do Hospital da Aeronáutica. De lá os participantes seguirão em direção à Praçinha de Boa Viagem. Entre as atrações, a cantora Zélia Duncan e vários artistas locais. O evento é promovido pelo Fórum LGBT de Pernambuco e realizado pelo Grupo Leões do Norte, Instituto PAPAI, AMHOR, Centro das Mulheres do Cabo, GGP, Satyricon, GHC, APPS, OHCA e Grupo Gaymado. A prefeitura de Recife vai dar todo apoio à manifestação. No site do Instituto Papai há mais informações.

Facilidade para pesquisas ou para a biopirataria?

Olha a falácia dos americanos: o jornal New York Times noticiou ontem (27.08) que as leis brasileiras estão desestimulando pesquisas biológicas no país. O jornal citou o caso do holandês Marc van Roosmalen,  condenado a 16 anos de prisão em Manaus, sob acusação de biopirataria. O jornal americano não diz que essa atividade rende cerca de 1,5 bilhão de dólares por ano; só perde para o tráfico de drogas e de armamentos. Falsos cientistas ou os mal-intencionados vêm aqui alegando interesse em pesquisar um sem número de coisas, mas usam a permissão para traficar nossos animais e nossas plantas. Depois desenvolvem remédios e outros produtos e patenteiam lá fora. E americano vem se queixar de nossas leis! Mais fácil do que já está pra eles usurparem nossas riquezas é impossível. A ONG Renctas  vem alertando para a biopirataria no Brasil há anos. Até sangue humano, de índios, eles traficam – não só os norte-americanos, mas também os holandeses,   suíços e alemães. O Ibama, justiça seja feita, tem bons profissionais de olho na questão, mas são poucos fiscais. Em 2004 eu entrevistei muita gente sobre esse tema; precisava escrever uma matéria para um jornal do DF e pude ver que o quadro é preocupante! Para se ter uma idéia, o remédio Capoten, por exemplo, foi desenvolvido a partir do veneno da jararaca. As pesquisas foram iniciadas no Brasil, mas concluídas por cientistas americanos. Hoje os brasileiros pagam royalties quando compram esse remédio importado. Quem se interessa pelo assunto pode ler parte da matéria – que não é de hoje, mas continua atualizada, na página Biopirataria. Planejo deixar essa página no blog por pouco tempo – por se diferenciar um pouco do resto do conteúdo.

Postado por Carmelita Rodrigues, em 28.08.07

Projeto quer exigir treinamento maior e remunerado para professores

A notícia interessa a educadores, mas também a profissionais que se preocupam com o desenvolvimento infantil, como psicólogos: Tramita no Senado uma proposta de lei que obrigará os professores a fazer uma espécie de “residência” antes de poder dar aulas. Após a formatura, os licenciados teriam que passar pelo treinamento de 800 horas, além do estágio durante a graduação. A intenção é clara: melhorar a formação dos professores, reforçando a teoria com a prática. A interessante proposta, do Senador Marco Maciel(DEM/PE), defende essa exigência apenas para o ensino infantil e os primeiros anos do ensino fundamental. A proposta prevê o pagamento de uma bolsa para os formandos, a ser paga pelo governo federal – e esse detalhe, infelizmente, deve dificultar a aprovação do projeto!! LEIA MAIS.Postado por Carmelita Rodrigues, em 28.08.07

Anuladas provas da Exatus

Finalmente a direção regional da ECT decidiu divulgar a anulação das provas objetivas aplicadas aqui em Brasília pela empresa Exatus. A data do novo teste, para todos os cargos, ainda não está definida; será divulgada em “data oportuna”, conforme nota da ECT. A previsão da assessoria de imprensa é de que essa informação deve ser divulgada ainda esta semana, o que não é lá muito confiável, a julgar por experiências anteriores. A Exatus concordou em aplicar nova prova para não ter de arcar com custas de um processo na Justiça. A aplicação da primeira prova, no dia 22 de julho, foi denunciada por falhas na segurança, repetição de questões de concursos anteriores e até erros de Português. A decisão só foi divulgada hoje (27.08), mas a data oficial do comunicado é do dia 23. Ou seja, a decisão estava tomada  desde a semana passada, mas a direção regional dos Correios não teve nenhuma pressa em anunciá-la. Veja a íntegra da nota oficial clicando AQUI.

Postado por Carmelita Rodrigues, em 27.08.07

Duas homenagens

Este blog não é de poesias. Mas hoje pode! Hoje me permito uma transgressão por ser o Dia do Psicólogo. Qual a relação entre as duas coisas? Poetas são analista; os poetas foram os primeiros, desde épocas imemoriais, a usar metáforas e simbologias para alcançar, compreender e fazer compreendida a alma humana. É uma explicação razoável? Então, no Dia do Psicólogo, um poema de Mário Benedetti Aos que estão no momento abrasados por um certo fogo, uma deliciosa e sempre desejada “psicosezinha”, a paixão, postei outros dois mais impetuosos. Leia em 2POEMAS.

ESSE GRANDE SIMULACRO

Cada vez que nos dão lições de amnésia

como se nunca houvessem existido

os ardentes olhos da alma

ou os lábios da pena órfã,

cada vez que nos dão lições de amnésia

e nos obrigam a apagar

a embriaguez do sofrimento

convenço-me de que o meu território

não é a farândola de outros

Em meu território há martírios de ausência

resíduos de sucessos, subúrbios de luto,

mas também singelezas de mosqueta

pianos que arrancam lágrimas

cadáveres que ainda olham de seus hortos

lembranças imóveis em um porão de colheitas

sentimentos insuportavelmente atuais

que se negam a morrer no escuro

O esquecimento está tão cheio de memória

que às vezes não cabem as lembranças

e rancores precisam ser jogados fora

no fundo o esquecimento é um grande simulacro

ninguém sabe nem pode ainda que queira esquecer

um grande simulacro abarrotado de fantasmas

esses romeiros que peregrinam pelo esquecimento

como se fosse o caminho de santiago

no dia ou noite em que o esquecimento estale

salte em pedaços ou crepite

as recordações atrozes e as de maravilhamento

quebrarão as trancas de fogo

arrastarão afinal a verdade pelo mundo

e essa verdade será a de que não há esquecimento

(Poema traduzido e publicado na revista literária A Cigarra nº. 35, Santo André, SP)

Postado por Carmelita Rodrigues – 27.08.07

Dia do Psicólogo

Hoje, 27 de agosto, é o Dia do Psicólogo. Regulamentada no Brasil há 45 anos, a profissão ainda tem muito espaço a conquistar; muitas batalhas a travar. Os órgãos de classe da categoria estão longe de ter o poder corporativista de uma OAB, por exemplo – inclusive por falta de representação no Congresso Nacional – mas existem e são necessários. Não defendo o abrigo nem sempre lícito do corporativismo, mas a capacidade de mobilização e defesa organizada de direitos. É preciso tempo e experiência para que esses órgãos amadureçam, descubram atribuições reais e ganhem força. Mas é necessário também cooperação de todos os interessados; a responsabilidade pelo fortalecimento dos conselhos é nossa e isso não é novidade; só um lembrete. E por mais que alguns de nós deseje passar ao largo desse processo, por motivos variados, não dá. Hoje é dia de eleição em todo o País para eleger a direção dos conselhos regionais e do Conselho Federal. A construção desses órgãos e da atuação dos dirigentes começa nesse ato: no voto. Quando um síndico ruim assume o condomínio de um prédio porque poucos moradores se dispuseram a participar do processo eletivo, que razão para queixas terão os condôminos ausentes?

Postado por Carmelita Rodrigues – 27.08.07